O SURIÊ



O SURIÊ
Salve Deus!
“Meu filho, esta cruz é a estrutura de um Suriê, que representa Koatay 108. Pode ser colocada na cabeceira da sua cama ou no seu Aledá. Nas hora de necessidade espere, em Cristo Jesus, que ela lhe alcance. Esta cruz só conserva o seu encanto em lugar que haja o seu calor. Ela é um ponto de irradiação das Legiões. Ela é o seu Aledá!” (Tia Neiva,  Mensagem que acompanhava o Suriê,
                Ver por outra tenho visto alguns Mestres utilizando o Suriê em trabalhos como Abatás e Alabás, assim como deixando o interior do templo com o mesmo exposto a claridade e a luz do Sol. Também temos assistido o mesmo ser utlizado em vários rituais.
                Partindo dessa dúvida, consultamos alguns Mestres sobre essa situação e partimos primeiramente da definição de Koa tay 108, descrito acima.
                O Surîê , é um acumulador de energia, se acumula, também emite. Tia Neiva nos diz ele que mantém sua força em lugar que haja nosso calor, assim ela recomenda que seja colocado na cabeceira da cama.
                Na descrição de rituais em nossa doutrina, não há uma prescrição ou recomendação da utilização do Suriê em rituais.
                No Turigano, na iniciação existem as cruzes preparadas especialmente para esses rituais, na benção do Ministro, utiliza-se a crus de Ançanta.
                Não há necessiade de consagra-lo no Oráculo, haja visto que Mestre Edelves Adjunto Yuricy, assim como, suas Ninfas mais antigas afirmam que : “No Óraculo só se consagra o brasão dos Katchimoshe”.
                É ncessário muita serenidade para não nos deixarmos levarmos pelo misticismo exagerados, fomentado por tantas cores e formas contidas em nossa doutrina. Nem tão pouco, embarcamos nas envencionices de médiuns que já trazem essa visão deturpada de nossa doutrina.

                Adjunto Adelano
Mestre Gilmar