A CONSCIÊNCIA DO MÉDIUM APARÁ


CONSCIENCIA DOUTRINÁRIA DO MEDIUM APARÁ

            Salve Deus!

            O templo estava lotado, os rituais em pleno funcionamento, os pacientes esperavam  compenetrados seu atendimento. Quase próximo ao Sanday dos Tronos um Ajanã com seu Preto Velho atendia um paciente  e o desenrolar dos fatos foram esse:

            -Preto Velho, estou carregando um sentimento de culpa que está me tirando a paz, o sono e estou apavorado!
            -Preciso que me ajude! Disse o paciente

            -Meu filho, Jesus haverá de lhe dar  a paz que tu buscas.
 Disse serenamente Pai Zé Pedro!
-Me conte o que te afliges, podes confiar nesse Preto Velho.

-Sei que não sou boa pessoa, e me meti em uma tremenda confusão, e fui assaltar um homem e ele reagiu e tive que mata-lo! E contou toda a história ao Preto Velho.
Pacientemente Pai Zé Pedro, consolou aquele homem aflito, fez algumas passagens e sempre dizendo  que iria pedir a Jesus que o perdoasse.
O paciente mais aliava do seguiu seu caminho!

Essa história é igual a tantas que acontece em nossos templos se não fosse por um grande e importante detalhe.

A pessoa que foi assassinada por aquele paciente era irmão do Ajanã  que ali estava incorporado com Pai Zé Pedro!

E o atendimento transcorreu com imensa tranqüilidade e disciplina por parte daquele médium e como era realmente um processo verdadeiro e real de incorporação, a Entidade fez sua parte e o médium também.

O que aconteceu depois foi que o médium tentou localizar aquele paciente e não conseguiu encontra-lo.

Gilmar

Adjunto Adelano