O MOVIMENTO DOS GRANDES INICIADOS


A ORIGEM DO TRABALHO COM OS GRANDES INICIANDOS
CAPITULO II

            Salve Deus!

            O domingo de manhã estava muito atribulado para Mestre Edelves, ela havia conseguido uma façanha bastante interessante que era juntar mais de cem Ajanãs no Castelo do silencio. Mas não era uma simples reunião pois os Adjuntos aproveitavam que os Mestres luas ali estavam e davam suas palestras.

            O Mestre Bálsamo, Regente Araken, sempre se coloca acima das  expectativa e como tinha um grande conhecimento doutrinário e uma capacidade enorme de trazer a baila assuntos que pareciam tão complexos era o centro das atenções.

Um pouco antes Mestre Edelves sentada em um dos bancos do Castelo do Silencio vira-se para  nos e diz:
            -Amanhã iremos começar um novo trabalho!
            -Vocês compareçam a minha casa por volta de seis horas da tarde!
            E depois se dirigiu a um dos que ali estavam e disse:
            -Como você ouviu o convite também está convidado a comparecer!
            Nessa época eu era Ajanã; era Primeiro príncipe Maia, e como ela era minha chefe, não questionava suas decisões e orientações, haja visto também que tinha um interesse muito grande nas questões enigmáticas da incorporação e não iria deixar de participar de uma situação dessa de forma alguma.

            Naquela segunda feira era dia de Angical, portanto chegamos mais cedo a casa de mestre Edelves, ela tinha uma geladeira antiga que fazia muito barulho e enquanto os outros não chegavam brincávamos com ela sobre a tal geladeira.

Quando todos estavam reunidos ela pegou uma almofada vermelha na qual estava escrito o nome dela e disse:
            -Você estão vendo esta almofada?
            _Tia Neiva a mandou confeccionar para todos os Adjuntos que estavam num trabalho que ela estava fazendo!
            Então perguntou :
            -Que trabalho era esse  Mestre Edeleves?
            Ela respondeu!
            -Era um trabalho onde havia incorporação de monges!
            - Tia começou esse trabalho mas, depois de algum tempo o suspendeu por falta de harmonia dos Adjuntos no mesmo.

            Se levantando disse:
            - Mestres Aparas se posicionem sentados, Mestres Doutrinadores fiquem bastante atentos, mas lembre-se que não haverá incorporação nesse trabalho de sofredores!

            Feito isso  fez o convite dos tais monges!

            Assim que eles incorporaram, eu que nuca havia visto ou ouvido qualquer coisa em minhas incorporações, me deparei em  um imenso salão onde havia  mais de uma centena de outros Monges, via o chão com pedras polidas, quadriculas , esse monges estavam todos ajoelhados e com as mãos postas um as outras.

Em cima deles havia um triangulo feito com um material transparente parecendo um cristal puríssimo e brilhante que começa no sentido da esquerda para direita com um amarelo suave e terminava com um violeta muitíssimo brilhante!
            Logo depois um dos Ajanãs incorporou pai Joaquim das Almas que teceu um comentário dizendo que aquele trabalho iria auxiliar na harmonia dos quatro Trinos Presidentes.
            Também ficara acertado que manteríamos um voto de silencio e que não poderíamos de forma alguma a revelar a alguém fora do grupo a existência daquele trabalho!
            Ficara então o segundo encontro para a casa de um dos Ajanãs que ali estava e nessa ocasião aconteceria  um fato que iria mudar o roteiro daquele trabalho completamente, pois ninguém que nada menos aparecera naquela  reunião que o Primeiro Mestre Sol Trino Tumuchy.

Estava ele acompanhado por um jovem de dezesseis anos. Disse nos que aquele  jovem havia sido apresentado a ela por Tia Neiva,e iniciado com dez anos de idade.

Realmente aquele jovem era mesmo prodigioso pois, ele tinha dezesseis empresa de consultoria, tanto que aparecera até no DF TV , onde falavam de sua condição de genialidade.

            Tão logo fora feito as apresentações o jovem tomou a palavra e disse:

            -Meus irmãos!
            -Fiquem tranqüilo, pois esse trabalho que Mestre Edelves começou, é na verdade um trabalho com grandes iniciados!
            -Sua finalidade é baixar a cabala do Tumuchy e devolver a ele os poderes que ele tem por direito, resgatando assim tudo que havia sido lhe retirado como a condição de Primeiro Trino da corrente!
            Nessa reunião surgiu incorporações do Mestre  Pedro de Jancumes e também de Mahatma Ghandi!

            Depois em outra ocasião contarei o andamento dessa história..

Gilmar
Adjunto Adelano