FÉ E CIÊNCIA


DOUTRINA DO AMANHECER FÉ E CIENCIA

            Salve Deus!
            Jaguares do Amanhecer, filhos queridos do meu coração! Alertai-vos para não cairdes no padrão dos demais. As leis físicas que vos chamam à razão são as mesmas que vos conduzem a Deus! Nunca vos isenteis da culpa. Aceitai-a nos vossos destinos cármicos. Sempre vos disse que a dor não vem do Céu e sim das vossas próprias falhas!(mensagem de Pai Seta Branca de 1975)
            Os aspectos técnicos e doutrinários que regem nossa doutrina em sua essência, sempre foi de considerar as situações racionais que se contrapõem ao fanatismo e  aos excessos que levaram as religiões a conduzir seus seguidores a não considerar os fenômenos naturais deixando por conta do mundo etérico, e quando dizemos mundo etérico está implícito a aceitação cega, onde os valores de discernimento quanto a natureza dos mesmos  não são  avaliados ou questionados dentro do Evangelho Iniciático de Nosso Senhor Jesus Cristo, ou que chamamos Evangelho redivivo.
            Estamos vivendo uma questão que pode chegar a um divisão real de tudo quanto nossa Clarividente deixou como sólido que são os ensinamentos, ou leis deixadas ou transcritas por elas que não dá base a interpretações pessoais ou questionamentos que buscam dar a esse ou aquele uma razão que é única e que Tia Neiva sempre pregou que não divisão entre seus filhos!
            Somos moldados ,efetivamente fundados em princípios   hierárquicos os quais, em sua primeira visão, foram montados através da Clarividência de Tia Neiva, portanto se questionados ou desabonados, põe em cheque tudo quanto conhecemos como Doutrina do Amanhecer. E quando começamos a cair no padrão dos demais, corremos o risco de star ouvindo mais os valores humanos e deixando de ouvir os valores espirituais e começamos a trabalhar com valores de individualidades que atuam em uma frequência horizontal.
            Até que ponto podemos afirmar que as situações hoje vividas onde nossos templos estão etiquetados por nomenclaturas jurídicas, as quais em sua afirmativa, estão delimitando zonas de atuação advertindo nossos médiuns, que alheios a essa ação cuja finalidade subjetiva esconde uma forma de segregação  impedindo os de exercerem em sua totalidade o seu direito universal e humano do livre exercício de sua religiosidade e mediunidade. O sistema gestor original dessa doutrina deixado por nossa Clarividente é claro o qual ela mesma se submeteu , mesmo sendo a criadora ou quem transcreveu suas leis e regimentos que na verdade em nenhum momento pregou qualquer forma de distinção quanto a  atuação de nossos médiuns no exercício de sua mediunidade.
            Sabemos das dores e até da desistência da missão de grandiosos médiuns, Doutrinadores a Aparás que viveram e receberam em loco da Clarividente esses ensinamentos. Hoje em algumas situações está sendo contada uma outra história, onde esses valores estão sendo negados. E não podemos culpar essa nova geração de médiuns da doutrina do Amanhecer, porque alguns desses que se dizem conhecedores de nossa doutrina estão envergando a roupagem de pseudos instrutores que negam todo o sistema hierárquico doutrinário jogando por terra o nosso grande trunfo ou sustentabilidade que é a força decrescente.
            Finalizando deixo alguns trechos das mensagens de Pai Seta Branca para que sirvam de base para vossas reflexões..
Nada exigirei deste vosso sacerdócio. Porém, vos prometerei tudo no cumprimento desta Missão. Não esqueçais que, há dois mil anos, fostes por Deus preparados na Ciência e na Fé! Cuidado! A Fé sem a Ciência é o perigo iminente do espírito empreendedor nesta era atual, enigma intraduzível do Homem piedoso, inseguro, que, distante da crença, é lançado às velhas estradas, destruindo sua personalidade, renunciando às conquistas e permanecendo em suas crenças, perdendo-se na busca real do caminho e se distanciando de suas origens e de seus mundos colonizados
Porque, filhos, a verdade é algo que falta em nossas vidas. O quê nos valerá quando grandes placas do negro espaço de abrirem e caírem sobre os vossos fortes armados, deixando invadi-los tristes chacais? De que vos valerão o céu, a terra e os mares se não tiverdes doutrina para afastá-los? O Homem pensa apenas no poder físico e se esquece de um Deus Todo Poderoso...
1984, ano luz, fechamento de um ciclo milenar!... Ano de reflexão para o Homem cansado de atrair para si o que não lhe pertence, que já não sabe para onde caminhar. Caminha guiado por sua alma espontânea, onde cria sem saber para quê, e ninguém o ensina a falar com Deus...
Meus filhos Jaguares! Já sois capazes de penetrar nos fenômenos das palavras claras e das obscuras, manobrando de uma vida para outra, no domínio de suas fatais dimensões e nas luzes que virão ao vosso encontro
Cuidado! A Fé sem a Ciência é o perigo iminente do espírito empreendedor nesta era atual, enigma intraduzível do Homem piedoso, inseguro, que, distante da crença, é lançado às velhas estradas, destruindo sua personalidade, renunciando às conquistas e permanecendo em suas crenças, perdendo-se na busca real do caminho e se distanciando de suas origens e de seus mundos colonizados.

Todos os filhos mergulharam nas cegantes profundidades do materialismo, em suas lutas para obter o domínio do mundo físico, esquecendo as tarefas que lhes foram designadas. Somente o caminho do amor incondicional vos oferece, filhos, a inteligência, a cura desobsessiva, o respeito por todas as coisas e ser ouvido por toda a humanidade!
Continuai a jornada em busca dos que não podem chegar até aqui. Levai a Doutrina na cura desobsessiva dos menos afortunados, mesmo estando longe. Sois o Cavaleiro Verde, com - 0 - em Cristo Jesus!

Gilmar
Adjunto Adelano
Brasilia-Dezembro 2013