VOVÓ MARIA DE GUINÉ


VOVÓ MARIA DE GUINÉ

Salve Deus!
O ano era 1984, sempre ia ao vale do Amanhecer para visitar uma grande amiga que estava internada por recomendação de Tia Neiva na Pensão de vovô Hindu. 
Não passava nem na frente do templo, pois o medo e receio de mexer com essas coisas de espíritos me apavorava. Muito embora acompanhava meu padrasto em suas viagens por busca de curandeiros. E numa dessas empreitadas enquanto eu o aguardava, o tal homem me chamou e olhando em meus olhos,com minhas mãos sob a dele disse:
-Não adianta você fugir, pois ainda irá parar num centro espirita!
Tomei aquela revelação como mais uma dessas coisa que se ouve e não dá ouvidos>
Um dia o esposa de minha amiga internada, me fez um desafio, dizendo se queria passar com a Preta velha dela.. No que aquele convite deixou me intrigado e aceitei a proposta.
Acho que era uma quarta feira, quando sentei-me nos tronos, meio com coração acelerado e com uma vontade de fugir dali imensa. Mas fiquei e logo fui conduzido ao bendito trono.
Chegando lá havia um senhora de cabelos brancos que dizia estar incorporada com Pai Jacó do Imbaré.
Essa entidade fez uma festa comigo! Disse ele:
-Meu filho vá até o castelo e pegue sua autorização, você precisa se desenvolver!
-Hoje meu filho vou ganhar uma luz porque lhe encontrei!
Então fiquei todo cheio, achando-se muito importante, não sabendo que aquele Preto velho estava feliz por ter achado mais um jaguar com uma divida transcendental enorme que estava desgarrado.
Nesse dia , algo interessante aconteceu naquela incorporação.
Em dado momento, deixei de ouvir o que o Preto velho falava e ouvi como um canto muito sereno e triste que saia da boca do Apará!
Deixei aquele trono meio atordoado e acompanhei meu amigo numa visita pelo templo. Quando passei diante da imagem do Pai, disparei a chorar de tal maneira, que quanto mais chorava, mais vontade me vinha de chorar. Não conseguia parar de chorar.
Depois fui conduzido ao trono onde minha amiga estava incorporada!
Lembrei-me de minhas palavras quando sai de casa!
Não vou perder nada mesmo, eu conheço minha amiga, e vou tirar a prova se é ou não essa tal Maria de guiné.
Foi uma das experiências mais bela que tive na doutrina!
-Vovó Maria Guiné disse me coisas que nunca eu esperaria ouvir, numa linguagem extremamente clara, mais parecia uma psicóloga conduzindo me serenamente na jornada das palavras e da vida. Em determinado tempo, meu amigo doutrinador chegou a perguntar a entidade se ela não estava falando muita coisa a mim.
Ela respondeu!
-Não meu filho! Não se preocupe, esse filho está pronto para tudo isso ouvir.
No domingo seguinte estava eu começando meu desenvolvimento!
_Quanto a primeira Senhora que passei nos Tronos era Dona Maria Soares, que pelas coisas da doutrina foi minha madrinha de iniciação após 14 anos como médium Apará.
Esse fato nos mostra uma coisa muito bacana e certa!
Como é verdadeira nossa doutrina!
Gilmar
Adjunto Adelano
Teresina-Novembro 2013