O PASTOR E SUAS OVELHAS





O PASTOR E SUAS OVELHAS
            Salve Deus!

            Um fator determinante para a continuidade de nosso sistema doutrinário é a implantação dos Templos do Amanhecer.  Cada templo é um célula individualizada dos ensinamentos trazidos dos planos espirituais pela nossa Clarividente.
            Um dos primeiros templos a surgir foi o de Unaí na linha do Mestre Norberto Adjunto Tapuã. Até o desencarne de Tia Neiva haviam 42 templos.
Quando ela determinava que um Mestre partisse para a implantação e um templo, ela via no transcendente que aquele Mestre tinha um compromisso para tal. Certa feita perguntei ao Trino Ajarã como fazia para autorizar que um mestre abrisse um templo e ele respondeu:
            -Meu filhos eu não sou Clarividente!
            -E também não posso matar as ilusões de ninguém!
            -Eu autorizo e fico pedindo a Deus que se for para aquele homem construir um povo que seja pela vontade do Pai!
            -Se não der certo o que fazer?
            -Não posso de forma alguma cortar os sonhos de um homem!
            Hoje vivemos uma realidade que temos que aprender a conviver com ela e isso está incluso em realmente confiar nas heranças transcendentais do homem nessa tarefa do Adjunto Presidente.
Ele parte com sua intuição; não leva nada mais consigo que não seja os valores espirituais; mas sabe esse home que terá que enfrentar muitas dificuldades.
Primeiramente a financeira, sem recursos para logo comprar um terreno começa alugando uma casa e ali começa a dar seus primeiros passos!
            Normalmente é o Mestre e sua Ninfa! Há um caso em que a Ninfa tinha tido filho a pouco tempo. Como não tinha ninguém para cuidar do Bebê, ela antes de incorporar entregava seu filho para o paciente e o recebia após desincorporar...
            Mas esse Mestre tem pouca assistência, pois ninguém lhe ensinou ou ensina a ser um Presidente Adjunto!
            Como fazer uma triagem para definição e mediunidade.
            Como lidar com situações jurídicas!
            Como lidar com seu povo!
            Como lidar com seus superiores hierárquicos!
            Como lidar com a sociedade!
            Mas mesmo assim esse homem vai aprendendo e conduzindo tudo que lhe é permitido nessa missão tão especial que a formação de homens em um sacerdócio.
            Também é sabido que nossa estrutura administrativa doutrinária ainda padece de organização para dar atendimento a esses homens. E isso não importa que derivem do Templo Mãe ou não. Nosso Trino Ajarã pelas distancias continentais e pelo grande número de templos não consegue falar com todos os Adjuntos \Presidentes.
O Subcoordenador, alguns deles, que deveriam ser a extensão do Trino, tem interpretado mal os poderes que lhe foi confiado e os templos não tem tido a assistência que merece.
E continuamos a crescer em passos largos, assim como cresce na mesma proporção a evasão de nossos médiuns. E estamos a nos perguntar o que fazer para consertar ou direcionar melhor nossos aspirantes a médiuns!
            Mas no final das contas , ainda é o Adjunto Presidente o formador do homem missionário, esse homem está percorrendo o caminho que fez Tia Neiva, só que sem sua condição de clarividente. E tudo que acontece em um templo, seja social ou juridicamente e soma-se isso o principal a condução espiritual e desse homem o Adjunto!
            O desenvolvimento não é o mesmo em todos templos, muito embora tenham o manual do Trino Araken, nem todos os cumprem. O pastor e suas ovelhas e não poderá esse homem perder uma só de seu rebanho, nem que tenha deixar noventa e nove e buscar somente uma...

            Gilmar
Adjunto Adelano
Novembro 2013-Teresina