ESCADA PARA O CÉU


ESCADA PARA O CÉU

                Salve Deus!

                O usual para nós seres humanos é desejo incontestável de buscar a paz a harmonia em viver bem em todos os sentidos e nisto implica também estar bem no pós vida ou depois do desencarne.
A religião é o caminho para em meio a Deus, Jesus , Anjos e Santos espíritos como ponto de alcance para essa realização. Portanto, a religião dita regras, normas e ritos para que essa escada cheia de degraus possa ser galgada por nós outros e por fim chegar onde estão todas essas divindades.
                Tia Neiva não fazia muita menção da palavra céu ou paraíso, e alguém disse que ela havia dito também que o jaguar não vai para o “paraíso”. De certa forma essa  afirmação tem um sentido bem mais amplo pois, nós  antes de chegar ao nosso “paraíso” vamos passar por vários estágios ou dimensões para depois estarmos em nossas origens.
                Mas a escada para o céu para o jaguar é um tanto quanto amis complicada do que para outros seres que professam suas doutrinas ou religiões. O Primeiro Mestre Sol sempre afirmou que somos profissionais do mediunismo. Somos espíritos espartanos , que tem uma herança transcendental bastante intensa, o espirito guerreiro tem sempre acompanhado esse povo, e essas características não tem contribuído muito para sua evolução.
                Nesse terceiro milênio os Mentores prepararam um ambiente para que o Jaguar  pudesse encontrar um campo, um meio adequado para alcançar a forma ideal para se reajustar, saldar suas divida. Para isso espíritos milenares colocaram-se a disposição para nos auxiliar no cumprimento dessa missão.
                Mas a personalidade, a  ”persona”, “psique” a força da alma tem contribuído e muito para que os valores espirituais fiquem prejudicados ou em segundo plano no cumprimento dessa missão. A essência doutrinária da corrente indiana do espaço é puramente espiritual, Pai Seta Branca, desde o inicio da missão no Núcleo Bandeirante na década de cinquenta sempre colocou os valores espirituais em primeiro plano. Em harmonia Tia Neiva e sua família adquiriram um terreno as margens de uma rodovia entre Brasília e Alexânia, lá fundaram a UESB, em certo ponto da missão Pai João de Enoch pediu a Irmã Neiva que deixasse o atendimento físico, seja ele no campo social ou médico de lado, quando disse a seguinte frase a Neiva:
                -Minha filha!
                -Alimentar o corpo tem muita gente que pode fazer isso!
                -Mas a alma, são poucos, e isto você precisa fazer!
Outro episódio em         eu os valores materiais foram descartados em função do espiritual foi quando houve a divisão da UESB, todas as coisas materiais , todos os bens foram deixados para traz na mudança para Taguatinga.
                No Vale do Amanhecer, Pai Seta Branca queria que os 22 alqueires fossem dedicados e alocados somente pelos médiuns da doutrina, hoje o Vale do Amanhecer é um pequena cidade com várias outras religiões que lá estão.
                Hoje a doutrina sofre com injunções jurídicas, esteve e está a barra dos tribunais humanos. Os trinos Presidentes Triadas não tem mais a mesma força de ação no Templo Mãe, isto por força de mandado judicial.
                Nossos valores, nosso mundo, isto é, para aquele que é realmente um missionário de Pai Seta Branca é essencialmente espiritual. Humildade ,Tolerancia e amor são palavras representantes de todo um sentido espiritual e está longe ainda de ser compreendido.
O jaguar de fato filho de Pai Seta Branca não barganha classificações, posicionamentos, nem tão pouco seus adjunto Presidentes não fica a escolher quem pode lhe dar mais. Palavras pesadas,não, nada mais que é ensinamentos  que esses mesmos Jaguares ensinam e seus desenvolvimentos e não os cumprem...
                É bom pensar!
                Refletir!
                Gilmar
                Adjunto Adelano
                Agosto-2013