TENTANDO ACERTAR


TENTANDO ACERTAR

            Salve Deus!

            Cada vez que posto um texto, a responsabilidade de fazê-lo é enorme, ao ponto de pensar em desistir , pelo receio de estar causando dissensão ou dando idéia de ser partidarista doutrinário, influenciando as pessoas e até sugestionado-as a se rebelarem.

Não é essa nossa intenção!

Por ter originado do templo Mãe em uma época que grandes Mestres estava em perfeita sintonia com a doutrina e com a Clarividente, tive a oportunidade de ouvir  os Trinos Tumuchy,Araken,Sumanã e Ajarã, conviver com grandes doutrinadores, ao lado do Adjunto Yuricy foram quatorze anos, ter ouvido bastante o Mestre Bálsamo Regente Araken, ter a oportunidade de conversar com Carmem Lucia, Vera Lúcia e principalmente o Mestre Raul Zelaya que confiou acervos de sua mãe , os quais tive acesso livremente.

Mas existe algo que aprendi e assimilei em meu espírito, principalmente por ter sido Ajanã por quatroze anos, muito embora tenha sido classificado pela Clarividente como Koatay 108(na época era uma das ultimas classificações como doutrinador) mas, por coisas que somente a espiritualidade tem suas explicações  passei esses anos como Ajanã, por essas razões ,fiz duas iniciações reforçando ainda  mais meu juramento no castelo iniciático em relação a nossos Mestres veteranos.
 Ainda hoje mesmo emitindo somente na Ordem do Ministro Muyatã, tenho pelo Mestre Pedro Izidio um profundo respeito, pois ele é o representante aqui nesse terceiro plano do Ministro Muyatã e foi quem me deu a condição de ir em busca de minhas conquistas, portanto não abro mão de tudo quanto aprendi, seria um contra censo  dizer que os princípios doutrinários que aprendi, hoje não são importantes e não mais existem.

O momento em que vivemos é extremamente delicado,pois corremos o risco de perdermos mais uma vez nossa corrente Mestra, qualquer idéia de quem quer seja, do mestre que hoje fez sua iniciação aos nossos dirigentes maiores de tentar mudar o curso dessa corrente “Será como pássaro que tenta voar na escuridão da noite”(Seta Branca).
Gostaríamos que nossos Mestres não ativessem a esse ou aquele Mestre, mas que observasse as leis e ensinamentos do acervo da Clarividente, que está  disposição de todos, nas mensagens de Pai Seta Branca, ser verdadeiramente o Mestre e Ninfa desse Sacerdócio único o qual Jesus lhe confiou, “Somos um povo esclarecido e temos em nosso íntimo o amor e o espírito da verdade. Temos o poder  em nossas mãos  e assumimos o compromisso de fazer de nossa missão o nosso SACERDÓCIO, pleno de amor. O pão que alimenta os nossos espíritos e nos a vida é a FORÇA DOUTRINÁRIA. Temos o poder mas, para sermos úteis e eficientes, é preciso que tenhamos equilibrada e firme a nossa mente e cultivemos a humildade. Vamos levar mais a sério o nosso compromisso e busquemos  sempre em nossas origens e em nossas heranças a energia e a segurança para que possamos seguir com perfeição a trajetória que escolhemos quando assumimos vir a este planeta para redimir as nossas  encarnações.(Tia Neiva)
As razões que os dirigentes da doutrina tomam são baseadas em suas intuições e sintonia doutrinária. Temos interoceptivel quê sempre avaliará qual caminho a tomar, O Jheová branco ou o Jheová Negro, a velha e nova estrada, você é um iniciado que sempre se coloca em sã consciência a servir, procurando servir, somar, ao tomar partido e participar de julgamentos você poderá se perder.

Os Mestres Gilberto Zelaya e Raul Zelaya são filhos de Neiva Chaves Zelaya, certa feita nos disseram: “Tivemos que abraçar  milhares de irmãos que não tínhamos”, hoje você Mestre e Ninfa, são filhos de um Adjunto que ajoelhou diante de Jesus(Mestre caldeira) e assumiu um compromisso de servir sem olhar a quem e o está fazendo, hoje diante dessa sombra que teima em nos alcançar, querendo causar essa diviisão, temos que lembrar que estamos sob o domínio de uma força espiritual que não conhecemos e  “Seu padrão vibratório é sua sentença(Seta Branca)”, portanto precisamos estar atentos a quem estamos servindo se a Deus ou não.
Em minha pobre visão vejo que nossos dirigentes estão tentando acertar em suas atitudes, temos que em nossos trabalhos pedir a Jesus , que eles ouçam com o coração as intuições do céu e que nos leve a bom termo nesse sistema doutrinário.
“Essa doutrina tem um lastro doutrinário de milhares de anos(Mario Sassi) e seu dirigente é Seta Branca, o qual tem um compromisso com Jesus de elevar espíritos para Deus. Nossos mentores não tomam partido, mas foram eles que deixaram as leis e ensinamentos para serem cumpridos...Nossa corrente é iniciática portanto “É ser ou não ser”(Pai João), ou você meu Mestre está dentro de uma conduta doutrinária ou não está, não há meio termo e outros não cumpriram sua missão, ou tão pouco pagarão por sua falhas ; é o mais importante de tudo isso, nessa doutrina tudo funciona na individualidade, onde você é o Mestre!
Boa Sorte
Gilmar
           
Adjunto Adelano
Julho 2013