PENSANDO SOBRE CLASSIFICAÇÕES E CONSAGRAÇÕES




PENSANDO SOBRE CLASSIFICAÇÕES E CONSAGRAÇÕES

            Salve Deus!
            A doutrina do Amanhecer é um conjunto de leis e rituais cuja finalidade é a transmutação de energias, a modificação de seu estado, as vezes condensando, outras desintegrando, recebendo , emitindo essa energias em favor da cura desobsessiva numa combinação complexa de ectoplasma , forças espirituais oriundas das fontes universais, cromoterapia emanada das indumentárias e construções arquitetônicas e soma-se a tudo isso as heranças transcendentais que dá e leva o médium receber suas classificações e depois em rituais específicos consagra-las.
            Tia Neiva quando classificava os médiuns, o fazia través de sua clarividência, suas heranças  e assim, na formação do mestrado, foram surgindo as classificações e essas foram formando a hierarquia da doutrina e tendo como resultado final a força decrescente . Assim no topo da pirâmide hierárquica estavam os Trinos Presidentes Triadas e depois os trinos herdeiros até chegar ao mestre elevado.
Depois do desencarne da Clarividente, as classificações até o Rama 2000 ficou a cargo dos Devas que faz uma verificação no tempo de serviço, ou folha de serviço do médium, classificando até rama 2000.
As classificações de Arcano devido sua complexidade posicionamento doutrinário é um atributo dos Trinos Presidentes Triadas, isso até evidencia uma frase do Primeiro Mestre Sol Trino Tumuchy!
            “Somente um iluminado pode conduzir outro a iluminação”
            “Somente um iniciado pode conduzir outro a uma iniciação”
            Tia Neiva as vezes classificava um mestre direto à ultima classificação, mas ela, via através de sua clarividência as heranças de cada médium e seu carma, portanto também essas classificações também surgiam em função do carma.
            Hoje, infelizmente não temos a presença de nossa clarividente, outro fato preocupante é a necessidade e até busca desenfreada por parte dos Mestres por classificações. ´E preciso levar em conta quanto maior a classificação de um médium, maior sua representatividade espiritual, e consequentemente maiores são as suas cobranças, a um ditado que diz que não se coloca um soldado para cobrar um general. No mundo espiritual as forças são equanimemente unidas, ou seja os padrões de energia são agrupados por níveis de energias equivalentes e por dimensões onde as forças tem o mesmo padrão de força, por que a força ou energia não é boa ou má, o que muda seu quantum ou fator de atuação é quem as aplica.  Portanto a ação de um feroz cobrador, pode ser absorvida recebida por um mestre que tenha todas as suas patentes e classificações. Os Mentores não são injusto a ponto de deixar um cobrador que está acrisolado no ódio fazer sua cobrança em um mestre que não dispõe de plexo ou classificações para saldar essa dívida.
            Outro fato interessante em relação a classificações é quem classifica, pois é preciso ter condições ou bagagem suficiente para faze-las.
            A Lei Dharman oxinto dá ao Trino Ajarã través de sua Mãe e mentora todas as condições espirituais para que ele Trino Ajarã possa realizar qualquer consagração na doutrina. Atualmente o Trino Ajarã tem consagrado o Arcano, após sua indicação, os Mestres Devas providenciam o ritual para a Classificação, portanto, Devas não classifica um Adjunto Arcano, os Devas providenciam um ritual para a consagração de um Mestre após ter sido indicado pelo Trino Ajarã. Fica portanto uma pergunta...
            Quem se equivoca mais...
            Quem classifica sem ter condições para tal situação, ou quem recebe uma classificação dada por alguém que não tem outorga espiritual para realizá-la?
            É Bom pensar... Refletir!
            Gilmar
Adjunto Adelano
Junho 2013