O DESPERTAR DA CONSCIENCIA


O DESPERTAR DA CONSCIENCIA

            Salve Deus!
            Nossa mentora em todos os trechos de seus pronunciamentos sempre deixou claro o quanto é importante para o ser no sentido geral, seja espiritual e ou físico a consciência. Ela move, renova, muda tudo no existir do ser.
Mas não essa mesma consciência é tão sutil sua presença,que por vezes não podemos percebe-la quando a mesma se dispõe a atuar em nossa vida.
Ela é o aspecto regulatório e delimita nossas ações em relação a tudo, também molda o corpo etérico, torna as individualidades encarnadas e desencarnadas capazes de perceber sua caminhada e quando necessário, alterá-la para voltar ao trajeto natural do sistema evolutivo.
            Podemos afirmar, sem sombra de dúvida , que a sustentação de todo o sistema doutrinário está na consciência de cada médium. Porém consciência pode ser dividida em consciência de ser e estar.
            O sistema nervoso central (SNC) é o receptáculo que norteia e dá condição de neurônios intercomunicarem entre si em forma de da sinapse , com isso tanto as ações voluntárias, quanto aquelas que independem da vontade humana e também o contato com ondas energéticas oriundas de outras formas de comunicação possam ser assimilidas, decodificadas e percebidas seja na forma de linguagem ou simplesmente do caráter perceptível no individuo..
As alterações químicas podem perturbar o processo físico-quimico das células dando origem as patologias comportamentais do individuo. Na corrente indiana do espaço quando o médium usa sua condição de missionário facilita o equilíbrio do sistema nervoso central através do fluxo de correntes de energias oriundas das diversas dimensões assistida e mantidas pela doutrina, essa normalização energética recondiciona o individuo devolvendo-o a sociedade mais equilibrado permitindo assim que sua consciência crística entre em ação propiciando ainda que ele encontre níveis mais puros de energia e que desperta sua consciência crística. A manutenção desse estado muito depende da alimentação doutrinária, uma vez que o médium participa do desenvolvimento e ativa seus chacras, estes pos sua vez, dependem de uma carga quotidiana para seu equilíbrio e sustentação. Porém até mesmo a quantidade de energia a ser assimilada pelo médium necessitam de regulação, pois o plexo ou chacras humanos acumulam até determinada quantidade de energia, um plexo “encharcado”, sobre carregado de energias também pode perturbar, avariar o caráter comportamental do individuo, o que poderíamos classificar como indivíduos sublimados.
            Essa consciência crística doutrinária permite ao médium estar de posse de suas heranças transcendentais, as quais trabalhadas convenientemente condicionam a formação de uma corrente mediúnica perfeitamente sustentável na sua condição de trabalhar forças espirituais ou etéricas, transformando outras consciências alteradas, redirecionando-as as dimensões mais sutis para o seu reequilíbrio energético.
            Consciência de ser faculta ao indivíduo a condição de se auto identificar como um ser crístico dentro de uma coletividade doutrinária com capacidades especiais , as quais, empregam meios para sua evolução e de outros que também atuam no grupo ou dele necessita a nível da assimilação energética.
            Consciência de estar é o mesmo individuo que sabe quem é e onde está, quais forças por direito são de sua propriedade e qual o real papel nessa coletividade doutrinária e suas formas corretas de emprego.
            No mesmo pensamento de consciência podemos analisar o posicionamento de cada mestre quanto ao seu papel na doutrina, quando falamos de posicionamento falamos das classificações e responsabilidade doutrinária , essas quando passadas, delegadas de forma não natural levam o mestre e ninfa ao desajuste , principalmente por sua consciência missionária não estar perfeitamente adequada ou preparada para aquela função.
 O desequilíbrio das forças é o resultante não preparação, do desalinhamento de chacras ou plexos por ações delimitadas pela consciência de ser. Jesus certa feita falou de dar pérolas aos porcos. E também é sabido que ao tolo  o poder é a condição que o mesmo busca para alimentar seu ego , colocando se acima dos demais.
            Sem fugir do  tema, não há como deixar de mencionar que energia não é boa ruim, sua forma de utilização é que depende se será boa ou ruim. Se levarmos em conta que temos quatro energia negativas e três positivas, podemos perceber que é necessário estarmos vigilantes quanto ao emprego consciente ou não dessa força.
            Nem mesmo o próprio individuo, na maioria das vezes, percebe quando suas ações saem do trilho da normalidade. É muito tênue ou sutil a linha que divide o equilíbrio das forças e quem as manipula.Para a grande maioria das pessoas que passam ou estão em desequilíbrio, a percepção dessa condição é quase zero. Ele está sempre certo, pois essa é sua visão determinada por sua consciência . Ainda falando sobre consciência, não podemos esquecer que há consciência eterna, aquela que está agregada ao espirito e consciência da personalidade ou humana que acompanha o ser até pouco depois de seu desencarne, e esta é bastante afetada pelas forças que estão imersas nesse terceiro plano.
            Gilmar
Adjunto Adelano