O AMANHECER DE TIA NEIVA




                                      O AMANHECER DE TIA NEIVA.
                    Para se entender a história do  AMANHECER DE TIA NEIVA, é necessário abrir a mente e o coração. Voar nas asas do tempo, mergulhar nos corredores do passado  e  sondar  os acontecimentos que formam toda a conjuntura  que é hoje  a  CORRENTE INDIANA DO ESPAÇO, em suma   o AMANHECER DE TIA NEIVA.
              Nossa história começa há trinta e dois mil anos, quando um grupo de espíritos se prepara  para colonizar a terra. Eram espíritos puros, vindos de CAPELA... Quando aqui chegaram, se deixaram levar pela sensualidade dos habitantes que aqui viviam, ocasionando a miscigenação das raças.
              Os EQUITUMANS dominavam toda a terra... Na reparação do erro dessa civilização, um corpo extra-etérico aproxima-se da terra provocando eclosões em todo o globo, sepultando aquela civilização.
               Esse acontecimento realizado sob as bênçãos de DEUS, foi executado sob a direção de um Mestre planetário, um espírito de luz, que nós o chamamos de SETA BRANCA;  foi ele o comandante da estrela candente.
              Outras civilizações surgiriam com conhecimentos científicos de energias em escala sideral, conheciam a intimidade do átomo, das energias celestes, sol terra e lua. Com seus instrumentos científicos, construiriam usinas de integração e desintegração de  forças; sua localização hoje é conhecida como ILHA DE PÁSCOA. O responsável por essa missão, o grande TUMUCHY, que hoje conhecemos como SETA BRANCA!
            A terra já estava povoada em seus sete pontos de irradiação, já existiam os mais variados tipos de raças...
            Nascem na península ÁTICA duas cidades estados: ESPARTA e ATENAS. 
            ESPARTA era voltada para o militarismo, tanto que se dizia que as muralhas de sua cidade era o peito de seus soldados. ATENAS era a expressão máxima da época da cultura e beleza.
            Com o crescimento cultural de ATENASESPARTA movida por ciúme, dá início a sangrenta batalha civil do PELOPONESO.
           Nasce em BELEM DE JUDÁ, no século de Augusto César, JESUS, JESUS DE NAZARÉ! Viera para arquitetar e consolidar os mundos espirituais... Da manjedoura até o calvário, os EQUITUMANS de outrora, reencarnam como imperadores,  centuriões romanos, gladiadores e principalmente como  cavaleiros mercenários a serviço do poderoso Império Romano.

          Século VI da era cristã, península de Yucatã... Novamente são reunidos  os EQUITUMANS E TUMUCHYS, agora na figura de JAGUARES! Os grandes ensinamentos vinham por intermédio das AMACÊS. Nas noites de lua cheia eram feitos grandes preparativos para recebe-los, porém NUMARA, o grande   sacerdote, tinha como única preocupação  tirar o que mais pudesse das  AMACÊS, apesar de muito ama-las e respeita-las. Eram uns dias de festa, todos anunciavam os festejos. Era uma noite de luar na triste noite nefanda... Os raios se desencontraram desintegrando tudo o que fosse vida.. O  Jaguar chefe foi o espírito que habitava o corpo hercúleo de uma Jaguar, que depois ,muito depois se chamou SETA BRANCA...
         Em ciclos de dois mil anos, as civilizações continuaram a nascer, a atingir o seu auge e a morrer. Em todas elas, estavam marcas dos EQUITUMANS, TUMUCHYS e JAGUARES,  assim no lento caminhar dos séculos, o homem foi errando e acertando... Nesse tempo nasce  na HUNGRIA, na Península Ática, na cidade de ASSIS, FRANCISCO, FRANCISCO DE ASSIS, nascera em berço de ouro, viu a  riqueza, chorou pela pobreza e dela fez voto. Atendeu o apelo de JESUS  e construiu templos. Pregou a humildade, trazia do transcendente a experiência de grandes civilizações .Hoje o conhecemos como SETA BRANCA.
        O ciclo aproxima-se do fim. Nas regiões andinas restam ainda vestígios de poderosas civilizações. No planalto boliviano vivia uma tribo, seu chefe era altivo, trazia um bronzeado em suas feições. Conheciam-no como  CACIQUE DA LANÇA BRANCA. Os europeus que aportaram naquelas regiões conheciam sua força de amor. Hoje  ele é o MENTOR ESPIRITUAL DA CORRENTE INDIANA DO ESPAÇO. Volta novamente para conduzir os seus contemporâneos, no limiar desse III milênio. No templo do amanhecer ele é soberano. O Nome  desse cacique é PAI SETA BRANCA.
             Para completar o fechamento do ciclo e obedecendo a um planejamento cósmico, são reunidas na CACHOEIRA DO JAGUAR, as forças do astral superior, juntos estão PAI JOÃO, PAI ZÉ PEDRO e NATACHAN,  e preconizam a criação do DOUTRINADOR!
             NATACHAN trazia heranças de várias encarnações. Fora NEFERTITI, PITYA, CLÉOPATRA e agora NATACHAN! Assumiria   o compromisso de reencarnar na  AMÉRICA DO SUL, BRASIL!
             Todas as atenções espirituais estavam dirigidas para o BRASIL, seriam reunidos aqui espíritos que no desenrolar do tempo  sempre estiveram juntos.
              O Brasil que vindo do  descobrimento, colonialismo e escravidão, tinha todas as nuanças cármicas e transcendentais para o propósito evolutivo sideral, tudo estava pronto , a espiritualidade encontra nessa pátria do evangelho as condições ideais para executar sua grande obra.
               Nasce em PROPRIÁ, estado  de SERGIPE, NEIVA CHAVEZ ZELAYA, em 30 de outubro de 1925.  Sua família toda com tradição católica; e somando se ao fato de ter   que eram padres e freiras , a sua formação só poderia ter sido católico apostólica romana, como fazia questão de afirmar. 
             Casa se com Raul Zelaya Alonso. Nasce o primeiro filho GILBERTO. Nessa época integra-se a família GERTRUDES, afilhada e filha de criação. GERTRUDES  seria também a amiga, a conselheira e que iria tomar conta das crianças, enquanto NEIVA trabalhava. Logo após o nascimento de GILBERTO, nascem CÁRMEM  LÚCIA, RAUL OSCAR e VERA LÚCIA.
             NEIVA fica viúva aos 22 anos de idade. A partir dessa  data ela assumiria a condição de Pai e Mãe da família.
                        Em 1949 decide-se tornar se fotógrafa profissional e monta o  FOTO NEIVA,  em  CERES , ESTADO DE GOIAS.
             Aliado ao temperamento forte  e a necessidade de manter a subsistência da  família, ela vai muito além, decide tirar carteira de habilitação, tornando-se a primeira motorista profissional do Brasil.  Se nesta época ser motorista  profissional,  abalaria as bases e conceitos sociais, ela ultrapassa seus próprios limites e compra seu primeiro caminhão. Sai em todos os lugares do Brasil onde o período de safra lhe dá a condição do sustento da família. Muitas e muitas vezes seus filhos acordariam na carroceria do caminhão na estrada.
          A vida de NEIVA sempre fora marcada por fatos ousados. Ser motorista de lotação em Goiânia foi apenas um deles. Fatos inusitados  também aconteciam  e certa vez  seu caminhão seria atropelado por um trem. Ainda em Goiânia, NEIVA trabalharia como motorista em uma empresa de limpeza urbana. Certo dia porem, NEIVA chama seu filho GILBERTO, à beira de uma cisterna, e numa conversa de Mãe e Filho lhe diz: Meu filho  vamos nos mudarmos  para Brasília? No que prontamente concordou GILBERTO.
         1957! Brasília emergia do cerrado, Fora a cidade prevista no  sonho do Padre Salesiano D. Bosco. Em meio a esses sonhos, outros brasileiros sonham em se realizarem em Brasília, e entre eles a família Zelaya. 
Antes de vir para Brasília  em Itumbiara, acontece um fato extraordinário na vida de NEIVA; fica ela desacordada durante 10 dias! É a primeira manifestação de origem mediúnica na vida da jovem senhora.
       Em Brasília, instalam-se na cidade livre do Núcleo Bandeirante.    
        Através de BERNARDO SAYÃO, então engenheiro da NOVACAP, NEIVA  consegue fichar seu caminhão no transporte de material de construção, logo compra outro e mais outro caminhão, chegando a possuir três caminhões.
         Por ser o filho mais velho GILBERTO, muito cedo  assumira com sua mãe as responsabilidades da casa. Assim toda a família comungava junta as alegrias e dificuldades na nova  capital. Todas as decisões familiares eram tomadas em conjunto e em consenso, e a vida de todos parecia caminhar junto a normalidade,porém, não, há normalidade na vida de um missionário! Quando chega a hora em que mediunidade e missão se encontram, formam o conjunto perfeito para o início da retomada de consciência missionária. E com  NEIVA  não poderia ser diferente... De um momento para outro  NEIVA começa a ver e ouvir ESPÍRITOS. Para sua família com formação católica, era por demais difícil entender o que se estaria passando com NEIVA. A primeira providência foi procurar um Padre. Foram então ao PADRE ROQUE no Núcleo bandeirante, mas nada.  A  procura continua, vão a Terreiros, centros  cardecista e por fim resolvem levar NEIVA a consultar um psiquiatra na Novacap.
         A consulta torna-se um exemplo vivo da presença dos espíritos na vida de NEIVA. Ouçamos a narrativa de Tia Neiva : Só tomamos conta de nós nas coisas que caem em nossa individualidade, que remoemos junto ao coração. Vou contar a ti como tudo começou dentro de mim. Sim, filho, a minha personalidade marcante, científica, não me dava trégua. Vivia a comparar se tudo ou todas aquelas visões não passavam de uma estafa absurda. Eu estava com o caminhão, conversando com o Dr. Saião. Ele ventilou a hipótese de ir a um psiquiatra. Tudo muito bem. Saí dali conformada, que tudo era de minha cabeça, o Dr. Saião me tinha como uma filha e compreendia o meu conflito, também desconhecido para ele. Passando pela vila do IAPI  entrei. Era um acampamento de hospital de socorro. Depois de grande custo, me sentei em  frente do cientista e fui me expondo, contando tudo que se passava comigo. Sentia que alguém vinha nos perturbar. Realmente, alguém chegou em minhas costas. Era o pai do psiquiatra que havia morrido há sessenta e dois dias. Comecei a ficar com a voz ofegante. Aquela situação me oprimia, como explicar o que eu estava sentindo ao jovem médico? Comecei a fazer mímicas, apontando como polegar o lugar onde o mortinho estava, ao meu lado. Ele apenas dizia: “Não é nada, não é nada!” Porém, quando eu fazia menção de me levantar, eu notava que ele se resguardava com medo. E o mortinho insistia: “Diga, diga, que eu sou Juca, o seu pai! Diga!” “Nada! - disse eu alto - Nada! Chega de vocês, figurinhas, me colocarem em ridículo!” O médico disse, alto: “Quietinha, quietinha!” Fiquei quieta e começamos novamente. “Quantos anos tem?”- perguntou. “Tenho... vou fazer 34 anos!” De repente, o mortinho voltou e eu lhe disse: “Olha, doutor,  tem um mortinho que se diz chamar Juca e é o  seu pai e que tem 62 dias que morreu.” Foi, então, que tive a maior prova. O médico se levantou quase gritando: “É realmente meu pai! Meu adorado paizinho!” Quebrei a porta do escritório, não sei como! E saí dali pior do que cheguei. A  espiritualidade em sua sábia atuação também envia aqueles que serão o caminho para NEIVA poder entender suas manifestações. Em frente a casa que moravam havia um centro cardecista, assim NEIVA conhece MÀE NENEN, que a iniciaria no caminho do espiritismo. Começam as incorporações, surge uma senhora em uma cadeira de rodas, chamavam-na a “senhora do espaço”. Dizia chamar-se  ADELINA e com seu jeito maternal e meigo conquista o carinho e o amor da família.
       Outro espírito passa acompanha-los. Conta sua história, dizia que vivera no planalto boliviano, era um cacique, fora picado por uma serpente e curado pelo pajé da tribo. Chamavam-no “CACIQUE TUMPINAMBÁS”. Logo depois passa ser chamado de “CACIQUE SETA BRANCA” e sob sua orientação no dia 12 de abril de 1959 é criado o GRUPO DA UNIÃO ESPIRITUALISTA SETA BRANCA.
A medida em que o tempo passava  NEIVA já previa as responsabilidades da missão que a esperava. As provas da existência e assistência da espiritualidade  eram tantas  que deram  a ela   a certeza que poderia  ver passado, presente e, se DEUS permitisse mudar o futuro...
            E um dos fatos que evidenciaram essa condição de antever o futuro acontece em uma parada de ônibus na Cidade Livre do Núcleo Bandeirante dá a ela essa certeza : Desci até o bar do japonês e resolvi levar o carro e não trabalhar mais. Fiquei na porta do bar, que era também, posto. Em frente de um estacionamento de uma empresa de ônibus, algumas pessoas esperavam o carro para partir em diversos lugares. Nisto, eu vi na cabeça de um jovem, de mais ou menos vinte e seis anos, como uma imagem de televisão, uma mulher de vestido branco de bolas vermelhas e que se movimentava, fechando uma sombrinha azul escura. Vi os dois se beijando, porém o jovem embaixo deste quadro não se movimentava. Alguns segundos depois, eu vi a mulher virando uma esquina. Sim, ela chegou e fechou a sobrinha e os dois se beijaram. Sim, vi detalhe por detalhe... Nisto, uma voz soprou em meu ouvido: “Tens o poder de prever o futuro e o presente!” De repente, enquanto os dois estavam, vi o ônibus chegando, vi os dois entrando, e vi o ônibus tombando e vi seis mortos, inclusive a mulher do vestido de bolinhas! Era claro que iriam morrer! A curva era ali perto! Não deixarei! E assim, pensando em salvá-los, segurei no braço do jovem e puxei-o para dentro do bar. A mulher veio encima de mim, me descompondo e eu me limitava apenas a dizer: “Quero salvar vocês!” Porém, era pior. Nisto, o ônibus chegou e partiu. Nem o vi, apenas me defendia. Nisto o Japão e sua esposa vieram ao meu encontro e eu disse o que tinha acontecido comigo e o que vira. Porém, a curva era ali perto e logo tudo terminou. Enquanto ela me descompunha por ciúmes de mim, eu, imersa em meus pensamentos, pensava: será verdade? Como terminará tudo isto, meu Deus? Logo ouvimos o barulho. O ônibus tombara, matando quatro pessoas. Foi o pior espetáculo. Gritos, correria... E o casal japonês... Todos agradecimento... Porém, eu não sabia o que me ia na alma. Somente uma coisa: Conheço o presente, o passado e posso evitar o futuro, se Deus permitir.     Os mentores determinam ao grupo procurar um lugar para se instalarem. Na Serra do ouro, entre  BRASÍLIA e ALEXANIA, é instalada  na década   de cinqüenta a  U.E.S. B - UNIÃO ESPIRITUALISTA SETA BRANCA. 
            A UESB  seria realmente o começo da então  CORRENTE INDIANA DO ESPAÇO, em dois alqueires de terra seria implantado as energias que preparariam o homem para o terceiro milênio.
          O primeiro templo a ser construído foi em 1960 a 1961. Tomou parte na construção desse templo, assim como nos outros templos Junto com NEIVA O MESTRE ANTONIO MARIA, desencarnou em 1995. Também no ano de 1.960 , fora instalado o retiro evangélico.
            Com  os trabalhos espirituais em andamentos,  NEIVA, passa a ser chamada de IRMÃ NEIVA, e começa a ser conhecida em todo Brasil, provando cada vez mais a assistência e presença da espiritualidade em sua vida.
        As conquistas foram muitas e, em  09 de novembro de 1959, um general da QUEDA DA BASTILHA, chamado CLAUDIONOR DE PLANCE FERRATE, dita a IRMÃ NEIVA, o MANTRA MAYANTE. Também começam chegar as preocupações, ela sente as primeiras manifestações de um problema de ordem respiratória, esse mal se arrastaria por toda a  sua vida.
        Na UESB constroem um hospital. Os doentes eram curados de seus males físicos e espirituais. É pintado pelo artista  BRAGANÇA        o quadro  de PAI SETA BRANCA e MÃE YARA.
        Na UESB  a disciplina e o comportamento mediúnico eram levados muito o sério, as faltas de eram de certa forma “premiadas” por  MÃE YARA e DR RALPH, o faltoso recebia uma fita roxa, que era sinal de  no mínimo uma dor de cabeça ou uma indisposição que muitas vezes só deixaria  o médium quando era  a fita roxa.
          Na UESB, existiam, duas classificações ou distinção de mediunidade, um o que incorporava, ou outro que ficava ou trabalhava de olhos abertos.
          Cumprindo a preconização feita na “CACHOEIRA DO JAGUAR” por PAI JOÃO, PAI ZÉ PEDRO E NATACHAN, nasce em uma reunião da UESB  o DOUTRINADOR.
         No  decorrer das civilizações, o princípio religioso sempre esteve presente. Sempre houve necessidade do homem travar um relacionamento com o mundo espiritual. O elemento humano de ligação entre o plano espiritual e plano físico, conhecido como médium também sempre esteve presente.
        As orientações espirituais eram recebidas por Pitonisas, Oráculos, Advinhos e Magos, porém o fator que sempre predominou foi o processo da recepção de energias pelo plexo solar, ou melhor ,através do médium de incorporação. Tão antigo quanto as pirâmides do Egito,  Tanto que na época do rei SALOMÃO, era já um processo muito utilizado,  processo esse que culminou com a presença da CLARIVIDENTE NEIVA. E foi através de NEIVA, a consolidação e criação do DOUTRINADOR.
         O DOUTRINADOR é mais do que um simplesmente médium trabalhando de olhos abertos, pois sua condição mediúnica lhe faculta receber as energias que provém do alto, dar a elas um destino, conduzindo-as segundo as necessidades do mundo espiritual. Consegue  perceber e distinguir os espíritos, como também  é o dirigente da doutrina. Tem sob a sua responsabilidade, o desenvolvimento de novos médiuns, enfim, é um cientista dos mundos espirituais, trabalhando com o ORÁCULO DE OBATALÁ.
          Outro fato de suma importância ocorreria na UESB. IRMÃ NEIVA, avisada por PAI SETA BRANCA, iria realizar um curso de cinco anos! Curso esse ministrado por um monge tibetano estava ele também encarnado, vivia no Mosteiro em LHASA no TIBET, tinha também as mesmas faculdades mediúnicas de NEIVA. Esse curso se processaria a nível de desdobramento . As vezes NEIVA o visitava em seu mosteiro. Assim como, UMAHAN, o Mestre de NEIVA vinha até ela para dar lhes as condições para que ela aprendesse os segredos que   eram guardados do mundo, e fora revelado a NEIVA.
            UMAHAN desencarnou em 1982.
          Enquanto isso na UESB, tudo se transforma. As correntes negativas alcançam a todos. Somente TIA NEIVA em sua carta intitulada “O OUTRO LADO”, pode descrever com clareza esses acontecimentos quando diz: “Deu-se o inevitável na decorrência de nossas vidas, ligadas as passagens cármicas. Reencarnações desastrosas, estávamos ali para os últimos reajustes, nos sentíamos como se fôssemos um suntuoso bolo de festa, onde as pessoas mal educadas, devoram contra o gosto do dono da casa, que nada pode fazer...
          No dia 09 de Fevereiro de 1964, os médiuns, todos perfilados no interior do templo, um a um, entregam a MÃE NENEN, o radar da UESB e, partiriam juntamente com IRMÃ NEIVA  para TAGUATINGA. Assim nessa data termina a fase da UESB e começa outra em TAGUATINGA.
            Em Taguatinga instalam-se  na QNC, constroem um orfanato, são aproximadamente 15 famílias todas juntas em um só lote. 
O compromisso mediúnico não é esquecido e para poderem trabalharem mediunicamente, usam templos emprestados.
        Entre os fatos que aconteceriam na formação da doutrina, entre ele destacamos um que acontece fora do templo: A então IRMÃ NEIVA, trava uma conversa com um senhor de origem Italiana. Era ele relações  pública da universidade de Brasília. Nesse encontro NEIVA  lhe diz: “Seu MARIO o senhor é uma pessoa insatisfeita, mas tem uma grande missão a cumprir. Sua vida vai mudar completamente, e o senhor  irá encontrar sua realização. Tire essa idéia de suicídio de sua cabeça”. A partir dessa conversa junta-se ao grupo de PAI SETA BRANCA, MARIO SASSI, o cientista dos mundos espirituais. Iria auxiliar NEIVA na consolidação de todo o sistema doutrinário.
      MÁRIO SASSI, ao receber a iniciação realizada por PAI SETA BRANCA
Ouve as seguintes palavras: “MEU FILHO, VOCÊ, É UM MISSIONÁRIO DE DEUS E EM NOME DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, TERÁS QUE ANUNCIAR AS PREMISSAS DA CIVILIZAÇÀO DO III MILÊNIO RECEBIDAS ATRAVÉS DESTA MÉDIUM CLARIVIDENTE”.
      Em TAGUATINGA, as coisas andavam até certo ponto normais. Nessa época NEIVA adquire uma KOMBI e resolve tornar-se vendedora de produtos diversos, conhecidos popularmente como mascate, sai para o interior de GOIÁS, e nessas viagens quase sempre lhe acompanhava seu filho RAUL. As presenças  das Entidades eram um  constante . Vez por outra ela dizia a RAUL.
- Meu Filho sinta o cheiro das rosas de MÃE YARA, outra vez: Agora sinta o cheiro do cachimbo de PAI JOÃO. Este era o começo da vida mediúnica da família Zelaya. Entre lutas e conquistas... Os filhos de NEIVA estavam todos empregados, vida material já bastante estabilizada, os tempos difíceis da UESB, há muito estavam somente na lembrança. As coisas pareciam que haviam encontrado sua estabilidade. PAI SETA BRANCA começa a dizer ao seu povo a necessidade de um  local maior para “reunir” seu povo, os seus filhos “escutavam”, mas não queriam “ouvir”.
       Acontece  um fato que iria forçosamente mudar todo o pensamento do grupo mediúnico. Aparece o  real dono do lote em que moravam, inclusive com todos os documentos atestando que aquele lote realmente   seu!  E pedia todos que saíssem  daquele local e dera um prazo de 15 dias!
      PAI SETA BRANCA marca uma reunião na casa do MESTRE JOSÉ  MANDÃO, no Núcleo Bandeirante e é decidida a mudança para o local definitivo da doutrina.
      Após várias idas e vindas, onde todos os dias o grupo que saía em busca do terreno ao chegar a CASA GRANDE, eram comunicados pelos Mentores sobre a localização exata onde seria implantado o VALE DO AMANHECER,   só depois de muita procura que conseguem encontrar o local onde seria implantado o  VALE DO AMANHECER.
Em 09 de novembro de 1959 chegam ao local  perto da cidade PLANALTINA, fixando ali o VALE  AMANHECER.
`     Para sintetizar os acontecimentos até agora descritos, deixaremos citados os mais importantes.
       Na década de cinqüenta a manifestação da mediunidade de TIA NEIVA.
A mudança  para Taguatinga e a implantação da doutrina na U.E.S.B. e a criação do DOUTRINADOR, ainda na U.E.S.B. outro fato de capital importância aconteceria. TIA NEIVA assume a condição de KOATAY 108!
           KOATAY  dos 108 MANTRAS INCIÁTICOS, penetrando na cabala  iniciática  de NOSSO  DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO.
      Na década de sessenta a mudança para Taguatinga, MARIO SASSI e a mudança para o vale. Já no VALE DO AMANHECER, IRMÃ NEIVA passa a ser conhecida  e chamada no nome que iria desponta-la em todo o Brasil: TIA NEIVA.
      No VALE DO AMANHECER, tudo parecia estar correndo contra o tempo, o dinamismo de TIA NEIVA contagia a todos  e em 1971 constroem o primeiro templo, de madeira e redondo. Sob a orientação da espiritualidade é implantado o trabalho de TRONOS e a  SALA DE CURA, junto aos trabalhos de MESA EVANGÉLICA E  LINHA DE PASSES que já existiam. Enquanto se construía o Templo e suas dependências o desenvolvimento estava sendo realizado debaixo da plantação de eucaliptos.
       31 Dezembro de 1971. Primeira BENÇÃO DE PAI SETA BRANCA, a doutrina caminha a passos largos, e em 1973 TIA NEIVA  conduz seu corpo mediúnico a primeira INICIAÇÃO DHARMAN OXINTO.
       Em 1974 começa a construção definitiva do  Templo de pedras. O mundo espiritual continua a mandar através da CLARIVIDENTE NEIVA, as informações para a estruturação da doutrina.
       Em 1975 é realizada a ELEVAÇÃO DE ESPADAS, a primeira, nessa época já estão em sua maioria, os homens que se tornariam os herdeiros em potencial de TIA NEIVA. Também em 1975 é inaugurada a CABALA, hoje TURIGANO, realizando-se a consagração das FALANGES DO MESTRADO.
      Com o segundo passo iniciático, os médiuns elevados a condição de Mestres, surge a necessidade desses mestres manipularem  sua força na condição do Mestrado. Também em 1975 começa a construção da estrela candente, das estrelas, TIA NEIVA implanta em meio ao cerrado no Planalto Central, a força e  a   luz candente. Assim é  inaugurado o trabalho iniciático
de ESTRELA CANDENTE.
         Em 1977, dá se início a construção da parte da UNIFICAÇÃO, nesse conjunto arquitetônico,  as  energias das SEREIAS, dos antigos rituais MAYAS, são reunidos e começa o trabalho de manutenção dos quadrantes no lago artificial onde em meio a sua SETA emerge a figura majestosa de IEMANJÁ com suas  PRINCESAS..
        O corpo mediúnico já é bastante numeroso, povos de transcendências diferentes se reencontram. Os campos de batalhas, os circos romanos e suas tribunas ficam somente no registro de suas  encarnações, agora seria reunir    os membros de uma mesma família que dispersos pelos sentimentos da terra se desentenderam e nos processos reencarnatórios se reencontraram quase sempre  nas arenas da morte, somente o   AMANHECER  com toda sua estrutura evangélica e agora com os poderes iniciáticos forneceria toda a condição para que nascesse o ADJUNTO. Mas o que seria o ADJUNTO? - São homens  que com um passado ligado por aspecto de liderança a um grupo,  e que reencarnam novamente para conduzi-los e para resgatar suas dividas    hoje sua  arma  é o  EVANGELHO REDIVIVO DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO. Como pescadores  do CRISTO, em sua maioria são homens simples de vidas atribuladas, onde somente a força de uma DOUTRINA CRÍSTICA os realizariam e os fariam abrir mão de parte de suas atividades para se dedicarem  na formação de um povo, e o povo no CONTINENTE.                                                                                                                        
         1978  TIA NEIVA consagra   o   ADJUNTO ARJUNA RAMA, começa a  reunião de povos que separados pelos tempos se reencontram.
         Começam a surgirem  as FALANGES MISSIONÁRIAS. Grupos missionários dentro da força iniciática integradas aos adjuntos e sob seus serviços na realização de trabalhos ritualísticos específicos.
        Os Jaguares no seu lento caminhar pelos tempos sempre se endividaram, e o montante desta dívida de certa forma era tão grande que houve a grande necessidade de haver uma forma espiritual e física para que  esses restos cármicos  pudessem ser quitados. TIA NEIVA traz o trabalho de PRISÃO ESPIRITUAL. Este trabalho colocaria o médium na condição de pedir e enquanto  ele procede dessa maneira, no mundo espiritual o seu CAVALEIRO DAS LEGIÕES         ou  GUIA MISSIONÁRIA, traz para junto de si num período que leva aproximadamente   sete ou quinze dias para assisti-lo nessa sua peregrinação aquele que no passado ele feriu.  Nesse processo onde há um julgamento   transcendental, onde  há todas as nuanças de um julgamento  real, com seu promotor, advogado de defesa e juiz,  são  crimes julgados   perdidos nos corredores do tempo e que através do trabalho de JULGAMENTO E ARAMÊ  poderiam ser esses espíritos ressarcidos de seus algozes serem doutrinados e levados a DEUS. É  o reencontro de  COBRADO E COBRADOR.
        Em meio  a essa dinâmica da doutrina e seu crescimento a  saúde de TIA NEIVA complica-se. Sua respiração torna-se difícil  e dolorosa, mas nem mesmo assim ela  não  deixa  seu trabalho no templo.
        Não há  palavras para definir nossa mentora.
        Foi mãe quando viúva seus filhos exigiam o compromisso de Mãe.
        Foi também o Pai de seus filhos quando lhes faltou o pai.
        Foi mentora espiritual de milhares de desesperançados.
        Foi filha quando PAI SETA BRANCA necessitou de uma filha para poder implantar na terra todo esse poder que é hoje a  DOUTRINA DO AMANHECER.
        Foi Mãe, para filhos que tiveram outras Mães, tornando se sua Mãe de muito amor..
     Mãe, Mãezona, ou simplesmente  TIA! É esse tudo que foi e é essa mulher: NEIVA CHAVEZ ZELAYA.
       É MÃE EM CRISTO DO DOUTRINADOR!
     
      Em 1984 e 1985 os ADJUNTOS, PRÍNCIPES DO AMANHECER, são elevados a condição  ADJUNTO ARCANO  KOATAY 108 HERDEIRO TRIADA HARPAZIOS RAIO ADJURAÇÃO RAMA 2000.
      Também são realizadas as consagrações de ENLEVO, surgem os trabalhos de ABATÁ e ALABÁ.
       A Mãe de inúmeros filhos lentamente começa o seu retorno ao mundo espiritual. Todos seus filhos, GILBERTO, CARMÉM LÚCIA, RAUL OSCAR e VERA LÚCIA  e mais milhares de outros filhos em todo Brasil, com a garganta apertada nada podem fazer diante da dor e da agonia de TIA NEIVA....
       TIA NEIVA vai para U.T.I no HOSPITAL SANTA LÚCIA, seu amigo e Médico Dr. ITON DE BARROS, chama seus filhos e lhes diz: - O que a ciência podia fazer por vossa Mãe já o fez, nada tenho mais a fazer, leve-a para o VALE DO AMANHECER, quem sabe seus espíritos podem fazer alguma coisa...
        Assim fora feito, no  VALE, TIA NEIVA retoma seu vigor, o corpo mediúnico volta novamente a respirar com tranqüilidade com o bem estar  de TIA NEIVA.
        A madrugada já banhava a pequena cidade, o Vale com suas casas, onde luzes apagadas assinalavam que   seus habitantes dormiam. Porém na   CASA GRANDE, continuava sua agitação.  O ADJUNTO ALUFà Mestre  BARROS e o ADJUNTO ADEJÃ, Mestre FROES, acompanhavam o último médium que estaria recebendo sua classificação   de  Cavaleiro das  Legiões... De repente TIA NEIVA levanta-se e diz ao Mestre Barros: É Meu Filho já é hora de ir para casa! - Mas ainda é cedo TIA. Responde Mestre Barros.
   - Mas eu vou, Meu filho para minha Casa, para meu Povo, pois já estou uma velha coroca e ando envergonhando vocês...
      30 De OUTUBRO DE 1985, as Falanges Missionárias colocam sua roupa de gala  e perfilam diante do restaurante da Casa Grande para homenagear TIA NEIVA... Sentada em sua cadeira de balanço, trajando uma indumentária de cor negra, diante do incômodo do oxigênio, os olhos tristes e profundos pareciam antever o seu próprio futuro... As Falanges Missionárias lhe entregam muitas flores. TIA NEIVA toma as flores em seu colo, levanta a cabeça e dá sua última mensagem: Meus filhos quero vê-los bem consigo mesmo.
      TIA NEIVA abraça o ADJUNTO YURICY e lhe diz: Esta é minha filha e eu a amo de um modo muito especial  Seria a última vez que  TIA NEIVA   reencontraria com suas  FALANGES MISSIONÁRIAS, ali estavam Rainhas, Condessas, Sinhazinhas, Imperatrizes  sob a força de   MISSIONÁRIOS  DE PAI SETA BRANCA  com suas lanças na busca da libertação de suas dívidas transcendentais perfiladas num profundo silêncio ante a figura  de sua  MENTORA  na Terra num último Adeus.
Há então a TROCA DE ROSAS,  lá estavam  TIA NEIVA E MARIO SASSI, como se num processo de despedida silenciosamente, ela  incorpora sua entidade e trocam suas rosas num adeus final.
        Aconteceu o que todos sabiam; mas ninguém queria aceitar TIA NEIVA PARTE PARA DEUS! Seus filhos doutrinadores e aparás do Brasil inteiro chegam para homenagear a Mãe  Mentora. Em meio a dor da perda reinava uma atmosfera de paz e confiança. O seu ataúde fora colocado ao lado da PIRA e uma guarda silenciosa de Mestres se fez presente durante toda a noite, os MANTRANS, evocavam forças para mais uma fase da caminhada do Mestre Jaguar. Agora teriam  caminhar com os ensinamentos e sem TIA NEIVA.
       Amanhece o dia.  O sol que muitas vezes fora venerado por TIA NEIVA, naquela manhã do dia 15 de novembro de 1985, nascera com seus raios numa beleza como que a reverenciar a nova ilustre habitante dos mundos espirituais.
Chega à tarde. O templo de  fecha e novamente se processa um encontro que acontecera muitas e muitas vezes. Juntos estão os quatro filhos e sua Mãe. GILBERTO, CÁRMEN LÚCIA, RAUL OSCAR E VERA LÚCIA, só que para se despedirem... Na porta do templo uma camioneta fica estacionada. É coberta de flores. O Caixão é colocado. GILBERTO toma a direção e conduz sua Mãe  em sua última caminhada por esse terceiro plano. O caminho para PLANALTINA fica todo coberto de pessoas e carros.
       TIA NEIVA  chega ao seu destino final... E baixa ao solo...
       
       Fecha se uma página e a história e o compromisso continuam, os herdeiros da doutrina trazida dos planos espirituais por TIA NEIVA continuam a caminhar. MÁRIO SASSI, NESTOR SABATOVISK, MICHEL HANNA e GILBERTO ZELAYA assumem de vez o comando da doutrina. Os ADJUNTOS ARCANOS com seus povos se munem de garra e a doutrina continua  crescer.. TIA NEIVA, torna-se cada vez mais viva em seus filhos, pois a cada dia novos TEMPLOS DO AMANHECER surgem em todo BRASIL.
           Porém, como as rosas em seu crescimento e beleza,  há muitos espinhos. O inevitável caminhar do  tempo e sua   inexorável ação leva para o mundo espiritual   em um 1º de MAIO   o ADJUNTO YUCATAN, Mestre ALBERTO, logo depois o 1º MESTRE SOL TRINO TUMUCHY, MARIO SASSI, o ADJUNTO MARABÔ, MESTRE GLADSON, o ADJUNTO JURUÃ, MESTRE DILSON e MESTRE NETO,  assim como volta a sua origem o  ADJUNTO MURUGY, MESTRE MARCELINO.
          Com o  corpo mediúnico em ascensão as consagrações de ADJUNTOS, convergem médiuns de todo o Brasil no mês de outubro para o VALE. Na força aguerrida do TRINO AJARÀ, MESTRE GILBERTO ZELAYA, COORDENADOR DOS TEMPLOS EXTERNOS, a vinha cresce e ramifica-se e através de suas consagrações na herança dos poderes de KOATAY 108, há uma grande realização: a ENTREGA DE NOMES DE CAVALEIROS E GUIAS MISSIONÁRIAS, é o DOUTRINADOR, o filho querido de TIA NEIVA exercendo os poderes que lhe foram confiados no crescimento da doutrina. Estamos partindo mais uma vez como em 1985 para as consagrações de ENLEVO e assim somos uma só doutrina, um só pensamento vivo e crescente somos os FILHOS JAGUARES DE PAI SETA BRANCA, as cordilheiras do PELOPONESO hoje transformada num vale, a raiz a FORÇA INICIÁTICA PLANTADA NO VALE DO AMANHECER.
            Na busca e consecutiva evolução da doutrina o Trino Ajarã Mestre Gilberto Zelaya, após ouvir um CD onde continha uma reunião realizada por Tia Neiva, com os os mestres que moravam em Goiânia e Anápolis, ela fala sobre a construção de uma Estrela Candente nos Templos do Amanhecer, e assim no ano de 2004 é implantada a primeira estrela candente nos Templos do Amanhecer em Recife-Pe.Hoje já são  vários numero de estrelas de Sublimação e Turigano funcionando nos Templos do Amanhecer.
            Também a nível de realização doutrinária o Trino Ajarã Mestre Gilberto Zelaya, realizou juntamente com os Subcoordenadores a unificação de todos os trabalhos do Amanhecer e em um  04 de fevereiro , os Presidentes dos Templos do Amanhecer ajoelharam e juraram seguir as leis e trabalhos ritualísticos do amanhecer. E em 2004 voltou para sua origem o 1º Mestre Jaguar Trino Arakén,ficamos sem a presença física  dos Adjuntos Cayrã e Aluxã.
       TIA  NEIVA, esta ilustre missionária hoje vive cada vez mais forte em seus filhos  que em cada templo do Amanhecer nos locais mais difíceis no propósito de levar esta doutrina tão pura  aqueles que cansados buscam o lenitivo de um sistema doutrinário  cuja razão é servir  e encaminhar espíritos para Deus.
      Esta história não terá fim se você meu MESTRE e NINFA tentar seguir os passos  desta grande missionária; assim você estará também escrevendo também uma parte deste grande livro que é O AMANHECER DE TIA NEIVA.

                                                                                  Adjunto Adelano
                                                                                  Mestre Gilmar