RESPONSABILIDADE DOUTRINÁRIA



RESPONSABILIDADE DOUTRINÁRIA

                Salve Deus!

                Estamos hoje na difícil condição de conduzir os ensinamentos deixados por nossa clarividente. Difícil pois, caminhamos no limiar de preservar e manter a mesma proporcionalidade daquilo que  entendemos como evolução dentro de um sistema mantido por rituais precisos os quais, corremos o risco de sermos robôs, ou monges que acham estar caminhando sob as maravilhas do misticismo.
Tia Neiva era Clarividente, sabia das implicações espirituais ou dos danos decorridos das ações fora do conceito usual deixados pelos Senhores da Doutrina. Hoje, tentamos caminhar baseado em nossa intuição. O grande desafio é saber quem está intuindo ou, como se deixar intuir.
                Quando resolvemos participar da Corrente Indiana do Espaço, chegamos com a vontade imensa de servir na linha da sabedoria espiritual. Silenciosa e gradativamente fomos ativando nossos chacras nos dando a possibilidade de adentrar nas portas do ocultismo. Por sua vez, nos tornamos mais acessíveis como receptores dessa força, mas não caminhamos na mesma proporção na capacidade de nos isentarmos na forma de filtrá-las fazendo com que chegue até nós aquilo que vai proporcionar ao meio doutrinário somente o que é bom.
                Tia Neiva nos alertou sobre a consciência. Consciência de ser e estar. Nos disse que todo Doutrinador poderá ser uma Tia Neiva, desde que tivesse muito amor coração. Mas a que forma de amar que se referia ela. Também disse que não dividiria nunca seus filhos. Hoje cria uma idéia de dois universos de médiuns contido na mesma doutrina.
No berço que floresceu a doutrina, o Templo Mãe, corre se o risco de perder o mais sagrado, o mais puro valor que são as bases do pensamento doutrinário da Clarividente que são a Hierarquia e força decrescente. Esse princípio puramente espiritual, é a condição de tudo quanto mantém em funcionamento lógico, técnico espiritual o que somos como  médiuns e como elos de uma corrente que começou com o primeiro elo que é nossa clarividente a qual delegou a continuidade da condução dessa força aos Trinos, Adjuntos e depois nessa decrescência ao restante do corpo mediúnico.
                Não senões é ser ou não ser. A força da lata magia não é algo que pode ser conduzida ao saber de alguns que acham que pode direciona-la segundo sua vontade e pensamento.
Os Mentores não se deslocam em vão...
                Um dia quando não mais houver tempo, seremos cobrados por aquilo que poderíamos ter feito para corrigir ,recolocar esse poder em seus devidos lugares que é a Doutrina do Amanhecer.
                Gilmar
                Adjunto Adelano