INCORPORAÇÕES FORA DAS AREAS DOS TEMPLOS DO AMANHECER



INCORPORAÇÕES FORA DAS AREAS DOS TEMPLOS DO AMANHECER
            Salve Deus!

            Foi-nos ensinado que o templo é o local  correto para podermos trabalharmos com as energias espirituais ou forças mediúnicas.
Ele oferece toda uma sustentação para que haja uma segurança satisfatória a nível principalmente das incorporações, sejam elas de sofredores ou de espíritos de luz. Em 1984 Tia Neiva afixou um aviso na porta do Templo que dizia :
            “O 5º Yurê que incorporar fora do templo perderá suas classificações”
Por essa afirmação , devemos concluir o quanto é arriscado esse tipo de situação em nossa doutrina. Mas, existe uma situação bastante interessante as quais, nossos médiuns se deixam muito levar; pelo fato de não ser ver os espíritos e uma grande maioria deles , erroneamente não parecer que seja perigoso, faz com que esse cuidado não seja devidamente observado.
Mesmo com toda a segurança de uma corrente mestra, os uniformes , os rituais deixados pela Clarividente, as possibilidade de uma interferência ainda é enorme.
Temos a tendência de achar que os espíritos de luz ainda tem uma grande gama de sentimentos que nós outros encarnados temos. Mas não é bem assim, pois essas individualidades já estão livres das paixões humanas e dos sentimentos que infelizmente atrapalham nossa caminhada. Outra situação que nos leva a cair em erros comuns é a necessidade dessa religiosidade que nos ensinaram e dá-nos a falsa ideia que nossos mentores perdoam tudo, não olham nossas falhas e ainda mais, costumam acertar as coisas que fazemos de errado. Mas na verdade isso é um grande engano.
            As individualidades que nos assistem nesse terceiro sétimo são acima de tudo imparciais, nos amam incondicionalmente, mas não participam de nossas falhas e mesquinharias. Pai Seta Branca ao afirmar que devemos comunicar sem participarmos foi bastante claro nesse sentido. Portanto, pagamos centil por centil tudo quanto fazemos e somos nós a arcar com o peso de nossas escolhas e decisões.
            Temos ouvido falar de incorporações de Ministros, Guias Missionárias e até de Ciganos em rituais promovidos fora dos templos .  Primeiramente não conhecemos nenhum ritual autorizado pelos Trinos do Amanhecer que visam esse tipo de situação. Sabe-se que o Adjunto Yuricy Mestre Edelves , em ocasiões especiais promovia essas incorporações.
É necessário salientar que Mestre Edelves convidava seu Ministro (Yuricy) , o qual era representante dado pela Clarividente. Era regente de Koaray 108 e um Arcano veterano.
É necessário muito cuidado quando o assunto é incorporação e consecutivamente comunicação. Estamos vivendo um período delicado o qual, uma comunicação direcionada a um grupo pode levar a desastres imensuráveis. E colocar um Entidade de alta hierarquia a levar uma comunicação a um grupo é algo ainda mais delicado. Lembra-nos o Trino Ajarã que se referiu a Pai Seta Branca incorporado em sua casa:
            “Meu pai nos perdoe, mas gostaria que o Senhor desocupasse o aparelho, pois o Sr mesmo nos ensinou que só incorporaria em local e com condições devidamente apropriadas”
            Temos rituais específicos trazidos pela Clarividente o qual, custou-lhe muito, os mesmos ainda não compreendemos por completo. Sabemos do carinho dos missionários por seus Mentores, mas também há o cuidado em lidar com esse desconhecido...

            Gilmar
            Adjunto Adelano