TIA NEIVA A CLARIVIDENTE


TIA NEIVA- A CLARIVIDENTE

            Salve Deus!
            Este mês alguns jaguares lembram muito de nossa clarividente, especialmente no Templo  mãe, um veterano fazia questão de realizar a semana de Koatay 108. Sentimentalista, um apaixonado pela doutrina, psicólogo por formação Antônio Carlos, Adjunto Cayrã, o homem que pela coincidência da vida, quando Tia Neiva foi internada para tratamento em Belo Horizonte para tratamento , sem conhecê-la ajudou a embarcar no aeroporto de Brasília.
            Depois dessa referencia que fizemos, vamos abordar uma situação um pouco mais delicada que é justamente Tia Neiva. Por mais que busquemos palavras ou frases, tentar entender ou dimensionar o fenômeno “TIA NEIVA” é um tremendo desafio. Sua obra é extensamente complexa; um acervo doutrinário composto de textos, áudios ,arquitetura diferenciada, enfim um conjunto que deu origem  a Doutrina do Amanhecer.
            No campo técnico mediúnico sua condição era mais que especial pois, dava-lhe a condição de estar no mais completo âmbito da palavra em vários planos simultaneamente. Fatos comprovadamente verificados, mostravam que ela tinha acesso a passado presente e futuro das pessoas. Sua visão clara dos mundos e dimensões lhe permitia interagir com individualidades das mais variadas gamas de evolução. Caminhava entre os vários planos evolutivos, buscou informações transcendentais,tanto a nível cármico quanto evolutivo e formou a base administrativa de nossa doutrina. Mas sua grande obra, como ela fazia questão de afirmar era mesmo o DOUTRINADOR. Um médium com ação diferente, sem deixar-se ligar aos planos espirituais tem a plena condição de se manter alerta e consciente , verificando assim o ambiente mediúnico ou espiritual ao seu redor e dele ter pleno domínio.
Contam, os veteranos dessa doutrina, que sua missão era tão somente ciar o Doutrinador, mas foi mais além criou toda uma estrutura hierárquica nesse nosso sacerdócio, dando aos herdeiros reais desse sistema seu posicionamento segunda sua força, ou condição transcendental.Todos que a rodeavam ou que sua visão de clarividente alcançou, foi esquecido. Os rituais complexos montados, as indumentárias, as leis; tudo ficou pronto quando ela desencarnou em 1985.
            Baseado nessas afirmações,podemos e precisamos acreditar, sem nehuma sombra de dúvida, que sua condição de clarividente lhe dava condições de prever qualquer alteração no funcionamento de sua grande obra : que é nossa doutrina. Ou, qualquer alteração em sua linha de comando que colocasse em risco sua linha de continuidade e que tão pouco pudesse mais uma vez criar uma sombra divisória dos moldes do Cisma de Irischin!
Também podemos afirmar, de posse na mediunidade que nos foi deixada, que nenhum Mentor  ou Guia iria dar ou participar de qualquer ação que fosse contrária aos ensinamentos que os mesmos , formadores dessa doutrina, o fizeram através de nossa clarividente.
E o mais interessante e importante: Ela “consagrou”,  “nomeou” quatro homens, quatro Trinos Presidente Triadas para representa-la e à um em especial, transferiu seus poderes físicos e espirituais para realizar qualquer consagração nessa doutrina!!!.
            Em nenhum momento estamos a querer ser parcial, ou tomar qualquer posicionamento  humano, estamos sim nos referindo a leis ensinamentos baseados em fatos e vivencias ,os quais participamos também para mostrar, ou pelo tentar , que o que nos mantém coeso como povo e como um sistema que é mantido através de Hierarquia e consequentemente são suas leis e ensinamentos.
            Neste mês em que comemoramos o aniversário de Neiva Chaves Zelaya a Tia Neiva que lembremo-nos disso!!

Gilmar
Adjunto Adelano