O PACTO




O PACTO

            Salve Deus!

            Não é tão fácil entender o desenrolar dessa tribo que caminha a milênios em busca de sua condição de voltar a sua origem espiritual. Esse povo que vem a quase 21 encarnações se encontrando, desajustando e depois novamente reencontrando para tentar acertar ou recompensar suas diferenças existenciais passa hoje por uma situação delicada e talvez única para encontrar de volta esse caminho ao seu mundo espiritual.
            Neiva Chaves Zelaya, a nossa Tia Neiva, vem a várias encarnações se preparando para dar vida ao Doutrinador e este médium, esse homem foi e é sua esperança. Certa feita no radar em alto e bom som ela disse:
            O Apará nada me deve, mas o Doutrinador me deve a vida!
            Hoje estamos vivendo talvez, um momento crucial e decisivo para a busca de nossas heranças transcendentais, para a remissão de nossas falhas. Mas, talvez o espirito religioso que tanto Pai Seta Branca falava, dos rezandinos, esteja de certa forma tratando nossa doutrina como as demais.
Não fomos feitos para estar envolvidos em causas sociais, politicas e ou religiosas. Temos uma religiosidade fantástica em nós,mas não somos tão religiosos assim. Manipulamos energias oriundas de fontes puras que vem de dimensões sutis. Somos assistidos por individualidades que migram em vários planos. Assumem as mais diversas roupagens para que os aceitamos em nossas vidas e possam através de nossa mediunidade auxiliar na cura desobsessiva de espíritos que ainda continuam  no mundo negro da incompreensão!
            Quando Tia Neiva começou a implantar esse sistema doutrinário ele esteve no submundo e falou com os sete reis negros. Eles riam da pequena senhora!
Ela dizia que iria formar um grande povo, e que seria mãe de muitos filhos!
Então seis reis aceitaram aquele pacto de não agressão! Um deles disse que iria testar a força de Tia Neiva!  E eles afirmaram que não tocariam no Doutrinador!
Mas como foi realmente esse pacto, como ele funciona?
            Na grande verdade esse pacto é mantido individualmente por cada médium, pois a corrente e seu sistema é intocável, precisamente preservado, mas o médium, somente ele que mantém sua guarda, seus espaço, e a única coisa que garante isso é: Conduta Doutrinária!
A partir do momento que um médium sai de sua conduta, vai o espaço desses Senhores ele está a mercê de sua própria consciência, ferindo portanto o pacto estabelecido por Tia Neiva. A corrente como disse é intocável mas seus componentes não! Dependem de sua conduta.
            O Primeiro Mestre Jaguar afirma coisas interessantes:
            Quando entramos no campo das mesquinharias, das disputas,da busca do poder, ficamos falando sozinhos! E mesmo um Adjunto, quando sai de sua conduta, seu Ministro sobe, o abandona!
            Há também uma frase muito interessante , que muitos usam para justificar sua omissão e até suas atitudes!
            Estou aqui pelo Pai Seta Branca!
            Então vamos analisar a seguinte situação!
            Tia Neiva disse que ficava orgulhosa quando Pai determinava que ela cumprisse determinada situação ou missão!
            Pai Seta Branca e o Mentor de nossa doutrina. Tudo quanto hoje está em pleno funcionamento tem seu aval, sua aprovação...Tudo...De uma pequena prece a as inciações,consagrações... Enfim tudo!
Então o sistema de classificação e seu processo hierárquico decrescente também.
Pai Seta Branca deixou uma Clarividente para gerir todo o sistema doutrinário deixado por Ele! Por sua vez deixou quatro Trinos Presidente logo em seguida que seriam a voz da Clarividente mesmo quando ela estava encarnada, tanto que  quando o Primeiro Mestre Jaguar convocava uma reunião Tia Neiva liberava o corpo mediúnico, não fazia nenhuma reunião em respeito a chamada do Primeiro Mestre Jaguar!  A Yuricy ela disse: Minha filha a um Trino não se desobedece!
            Esse principio é o que falamos sempre Hierarquia e força decrescente!
            Isso movimenta as nossas energias, mantem nossa doutrina funcionante,ouvida nos planos espirituais. Quando se quebra esse processo passamos emitir somente na horizontal. Como diz o Trino Ajarã:
            É a voz que não tem ecoa. Não é ouvida nos planos espirituais!
            Portanto,o O Trino existe em função dessa hierarquia, assim como o Adjunto também necessita dessa mesma coesão para manter sua decrescencia! Nessa doutrina aquele que outorga sua própria classificação, sem passar pelos canais competentes hierarquicamente estabelecido pela Clarividente ou pelos Trinos legalmente classificados por ela poderá seguir o que diz a frase escrita na estrela em frente aos templos de nossa doutrina:
            Se perderá como o passáro que tenta voar na escuridão da noite!

Gilmar
Adjunto Adelano
Outubro 2012