CLASSIFICAÇÕES E CONSAGRAÇÕES



CLASSIFICAÇÕES E CONSAGRAÇÕES

                Salve Deus!

                O fator herança transcendental em nossa doutrina é tão relevante quanto os próprios compêndios no que se refere a leis que norteiam todo nosso principio doutrinário. Tia Neiva formou todo o  processo hierárquico baseado nessas heranças transcendentais. Os herdeiros do sistema foram gradualmente inseridos no processo hierárquico do sistema e que por fim gerou um outro chamado “força decrescente”, esse proporciona, condiciona toda a movimentação de forças permitindo que as energias oriundas dos mais variados locais e processos possam fazer toda essa interação ocasionando a cura desobesessiva.
                Esse condicionamento hierárquico deu-se após a formação do mestrado por volta do ano 1976, consumando com a criação do adjunto em 1978.
Inicialmente Tia Neiva consagrou 39 Mestres , no qual muitos deles são os chamados Adjuntos raiz, que deram e possibilitaram que a doutrina se mantivesse em sua condição de perpetuar-se  e hoje temos quase 800 templos no mundo inteiro.
                Quando falamos em classificações, é necessário compreender que Tia Neiva classificava os Mestres segundo sua herança transcendental e sua missão aqui nesse terceiro plano. Primeiramente ela formou O adjunto Arjuna rama adjuração e logo depois o Raja Adjuração. E processo, ao que parece, não foi muito entendido pelos mestres, no que Tia Neiva resolveu deixar somente o Adjunto Rama adjuração. Depois ela delegou a missão a cada um deles e começou a formação dos povos. Alguns tiveram que caminhar só, e foram chamados de Adjuntos Arautos. Outros tiveram missão especifica como no caso os Mestres José Luiz Adjunto Janatã,  Adjuntos Alufã e Adejã que ficaram com a responsabilidade de observar os rituais, as classificações e conduzir as falanges missionárias. Assim como o Adjunto Yuricy na responsabilidade de conduzir a falange com o mesmo nome e os Principes Maias , também o Trino Mourã representante do Primeiro cavaleiro da Lança vermelha.
Dessa forma nasceu a Chamada oficial, que normatizava o posicionamento de cada mestre segundo seu posicionamento hierárquico.
Então ficou da seguinte forma a Hierarquia do Mestrado:
1-Trinos Presidentes Triadas(Tumuchy,Arakem,Sumanã e Ajarã)
2-Trinos Regente Tumarã
3-Trinos herdeiros
4-Adjuntos rama 2000(que posteriormente foram reclassificados como Arcano Rama 2000)
                Como haviam vários Arcanos como ficava o posicionamento desses mestres quando da chamada para emissões no primeiro de maio(diga se que no primeiro de maio o mestre registra sua classificação nos planos espirituais quando emite) .
Há uma definição que diz: Um mestre pode alcançar outro em suas classificações, mas nunca em suas consagrações! Portanto, mesmo que vários mestres tenham a mesma  classificação, ele pode estar muito a frente de outro, pois foi classificado antes, participou de muitos rituais e consagrações por isso sob o ponto de vista hierárquico ele está a frente de um mestre que foi consagrado depois.
                Hoje, infelizmente, esse processo anda meio deixado de lado. É comum ver um mestre arcano recém-consagrado principalmente na fila do coroamento da Estrela candente se acotovelar e passar a frente de mestre que foi classificado antes dele. Isso não é uma situação criada pelo corpo mediúnico e sim pela Clarividente através das orientações dos Mentores.
                Nossa doutrina por ser uma corporação fidalga esses valores são importante e nos diferenciam dos demais, pois acima de tudo, estamos regidos por um processo intrinsecamente espiritual, onde pequenos detalhes formam um todo e nos coloca diante de nossa própria consciência eterna e individualizada. Quando respeita-se essa ordem de classificação dos Adjuntos é estar em sintonia com os ensinamentos, respeita-se não o homem, mas suas classificações e consagrações. Por essa razão podemos afirmar que nossa doutrina funciona no principio da individualidade ,”Metres sendo conduzidos por médiuns”.
                Se deixarmos os valores espirituais sendo trocados por valores humanos, correremos o risco de sermos apenas mais uma organização religiosa e então não mais seremos a promessa para cura desobsessiva de cegos mudos e incompreendidos.

Gilmar
Ad Adelano