ABORTO


ABORTO


                Salve Deus!

                A Doutrina do Amanhecer, sem buscar para si o direito de se outorgar como divulgadora de um princípio da verdade e também sem exigir de seus componentes ou seguidores uma fé sem uma definição cientifica, procurar mostra os equlibrios dessas duas situações: Fé e Ciencia.  Pai Seta Branca o mentor da doutrina colocou a seguinte frase em uma de suas mensagens de fim de ano “A ciencia que nega  a fé, é tão inutil quanto a ciência que nega a fé”.

                Procurar entender a mecanica espiritual e fisiológica do ser, foi e é um dos maiores desafios do ser humano. O nosso entendimento é baseado em bases alicerçadas na observação derivadas dos estudos cientificos no caminhar dos tempos. Portanto a fisiologia do ser humano da sua formação  através do zigoto até o nascimento no nono mês de gestação podemos falar com certa segurança.

                No entanto, sob o ponto de vista espiritual há toda uma mecanica envolvida pois a encarnação obedece regras específicas, e cada caso tem uma forma diferente para que o espírito possa cumprir sua missão nesse processp.

                A encarnação envolve além da meta de evoluir um espirito, dar a ele a condição nesse processo de se reencontrar com suas vítimas  e, de uma forma escolhida por ele mesmo, pagar, sanar esses malíficios causados nas “vidas” em que estiveram juntos.

                Outro ponto importante no acerto dessas contas transcendentais é  o estágio evolutivo que se encontra o espirito que vai encarnar.A encarnação em nosso planeta ocorre quando há um resgate e também para o cumprimento de uma missão, ou auxiliar no processo evolutivo de um individuo ou uma coletividade.

                No programa de reencarne de um espírito , dependendo de sua divida ou resgate cármico, ele escolhe a forma geral como será toda a sua vida aqui na Terra. Em algumas vezes ele escolhe as doenças que ele sofrerá durante sua vida. Em algunas dessas situações esse processo é causado por espirítos cuja densidade molecular é tão alta que ele se condensa, assim dessa forma ele é  “colocado”, “alojado” no feto para que em determinado tempo faça o seu reajuste ou cobrança cármica.

                Acertado todos os detalhes da encarnação de um espiríto com seus futuros pais, ele se despede de sua familia espiritual e vai para o sono cultural. Ali são apagadas as informações de suas encarnações anteriores e então, na Terra ocorre o encontro fisico entre um homem e uma mulher e o processo  milagroso do nascimento de mais um ser acontece.

                É sabido que  o encarnado não se lembra dos compromisso assumidos no plano espiritual , então acontece o aborto. Mas vamos analisar os dois processos em que ocorre um aborto.


                1-Aborto não expontâneo:

                Nessa situação por alguma situação fisiologica ou patologica a mulher não consegue manter a gestação e ocorre o aborto. Então vem a seguinte pergunta: Quem sofre nessa situação?

a)Podem sofrer tanto os pais quanto aquele espirito que busca a oportunidade da reencarnação.Principalmente pelo desejo dos pais em formar uma familia.

b)O espírito, por perder a oportunidade de reencarnar. Também temos que levar em conta as dívidas cármicas entre essas individualidades.

                2-Aborto Expontâneo:

                Essa situação é bastante grave, pois a mãe resolve intencionalmente interromper uma gestação, uma oportunidade para que um espirito possa se renncarnar. Nesse caso pode haver um agravante muito maior, pois aquele espirito, ou melhor, aquele feto pode estar “carregando”, “trazendo”, outros espíritos junto com ele, em estado de hibernação que também necessitam de fazer suas cobranças ou reajustes espirituais. È nos ensinado que , nessa situação, a mãe arcará com todas as dívidas e até as doenças que tanto o feto quanto os espíritos que estão com eles trazem a Terra. Sem mencionar a decepção que o espirito pode nutrir em função da oportunidade que lhe foi tirada.

                A Doutrina do Amanhecer de forma alguma aprova o processo de aborto. Pois sempre prima pela esperança e pela vida.


Gilmar Adjunto Adelano