O Primeiro Doutrinador deste Amanhecer

O PRIMEIRO DOUTRINADOR DESTE AMANHECER

Salve Deus!
Nossa doutrina é muito jovem neste terceiro plano. Os pilares de sua fundação começaram na Cidade Livre do Núcleo Bandeirante na década de cinquenta. Através de Mãe Nenem , a então jovem viúva Neiva Chavez Zelaya é  orientada nos caminhos do espiritismo.
No descortinar de sua visão mediúnica Neiva passa a se relacionar com entidades que primeiramente buscavam o carinho e a confiança da família Zelaya. Família esta, com uma formação católica rígida em que havia na família padres e freiras.
O primeiro ponto de da fixação das raízes de nossa doutrina neste terceiro plano foi entre Alexânia e Brasília num local chamado Serra do Ouro. Ali, além do tratamento físico,  a parte espiritual prevalecia sobre todos os outros. Na Serra do ouro, na UESB nasceu o Doutrinador. Em uma reunião simples, Pai Seta Branca se manifesta  e dirige-se para o jovem Gilberto Zelaya, fazendo menção que a razão de sua manifestação era a sua presença.
Não só por essa razão o Mestre Gilberto Zelaya foi classificado pela Clarividente como primeiro Doutrinador deste amanhecer. Ele é o filho primogênito de Neiva Chavez  Zelaya, ao lado do Mestre Antônio Maria construiu todos os templos a partir da Serra do Ouro sob a orientação de sua mãe. Doutrinava e assistia Tia Neiva em suas incorporações. Conta-nos o Mestre Gilberto Zelaya que doutrinou um espirito durante quase vinte anos.
A sua missão tornou-se  mais abrangente a partir de 1985 quando foi classificado como Coordenador dos Templos do Amanhecer. Para aqueles que tem uma sensibilidade mediúnica razoável ao estar diante do Trino Ajarã Mestre Gilberto Zelaya, sente a sua condição de perceber as intricadas relações espirituais e físicas que sua missão lhe impõe.
Certa feita lhe indaguei como fazia para autorizar os Mestre a serem Presidentes Adjuntos, e ele me respondeu:   “Meu filho, não sou Clarividente como minha Mãe, não posso negar a um Mestre a oportunidade de partir em sua missão e buscar sua realização missionária. Daí para frente é ele e suas heranças transcendentais”
Quando se mediuniza  e o ambiente lhe faculta a discorrer sobre os assuntos da doutrina, fala com habilidade daqueles que tem mais que uma intuição mediúnica mas sim, uma visão espiritual alicerçada no que poderíamos arriscar uma vidência mediúnica. Age as vezes na personalidade. Assim como já o vi estender a mão à muitos que traíram sua confiança. Procura sempre mostrar e conduzir seus comandados a agirem como Mestres,mas ao mesmo tempo, sem se deixar levar pela emoção usa a razão doutrinária,ou melhor age como um doutrinador consciente.
Nós outros seus descendentes na linha doutrinária deveríamos tomar como exemplo sua dedicação e até  um pouco de sua ousadia, pois se assim não procedesse, a continuidade da doutrina estaria comprometida. Não teríamos hoje mais de 650 templos do Amanhecer, pois não teríamos os nomes de Ministros, Cavaleiros e Guias Missionárias.
Nossa doutrina é vanguardista. Ela está aberta aqueles como sua Mãe que em uma época que espiritismo era tido mais que tabu, acreditou em suas visões. Como seu primogênito Herdeiro físico e espiritual da doutrina criada por sua Mãe, recebeu dela a outorga para realizar qualquer consagração nesta doutrina. Nós outros doutrinadores, estamos esquecendo-se da medianização. De ouvir e ver com os olhos do espírito.
O Primeiro Doutrinador deste Amanhecer,viu...Sentiu...Acreditou e fez nossa doutrina crescer como a rama selvagem...E talvez hoje compreendamos a ultima entrevista de Tia Neiva quando perguntada sobre quem iria ficar em seu lugar.
Ela responde:
O Doutrinador! Desde que tenha muito amor no coração!
Gilmar Ad Adelano